be a goddess, be yourself



Ao nosso ditado o hábito não faz o monge equivale uma máxima anglo-saxónica que diz never judge a book by its cover. Mas por uma vez eu julguei um livro pela capa... e ainda bem que o fiz. Em 2007 estava de visita a Londres e passava pela secção de livraria do Selfridges, quando a original capa de um livro me chamou a atenção. Tratava-se de The Goddess Guide da autoria de Gisele Scanlon, e o que me chamou a atenção foi o original efeito "aveludado" no padrão da capa do livro. Ao folheá-lo fiquei fascinada com o estilo álbum de recortes que misturava desenhos da autora, fotografias e recortes variados. Tudo isto num livro bastante original que mistura memórias, dicas de estilo variadas, notas de maquilhagem e perfumaria, culinária, mini-entrevistas a style icons, e recomendações de lojas, restaurantes, hotéis e spas um pouco por todo o mundo. Ainda hoje é um dos meus livros favoritos, e às vezes basta folheá-lo num dia cinzento para que me sinta um pouco mais alegre.

Nem de propósito, hoje que chove torrencialmente aqui em Lisboa chegou no correio The Goddess Experience, que é uma espécie de segundo volume com novas recomendações e conselhos, na mesma veia do primeiro livro. É um mimo. E vêm mesmo a calhar mais umas moradas para a minha viagem a NY...

2 comentários :

  1. Uma boa dica para quem anda desesperada em encontrar livros que valham a pena - eu! Para não falar na imagem apelativa que colocaste. Lindíssima.

    invoguewithsilvanaquerido.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Espero sinceramente que gostes tanto do livro como eu!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...