io sono l'amore (redux)

Ainda assim, reconheço que não estava à espera de um filme tão impressionante. É raro filmar o estilo com tal mestria sem que o mesmo se sobreponha à substância.








2 comentários :

  1. Por uma vez, um dos críticos d'O Público consegue ser certeiro na sua crítica: "É complicado explicar o que se passa em "Eu Sou o Amor" sem correr o risco de menorizar a terceira ficção de Luca Guadagnino, porque o que eleva o filme ao estatuto de obra-prima é a abordagem operática, virtuosa, formalista, estilizada, hiper-romântica e pós-modernista com que o cineasta siciliano encara o melodrama clássico e a saga familiar, o modo como ele instala no classicismo do género um corpo estranho através de Tilda Swinton." (Jorge Mourinha, jornal "O Público" de 21.05.2010 - suplemento Ípsilon)

    Foram precisos 11 anos para concretizar o projecto. Decididamente, valeu a pena.

    A Amiga D.

    ResponderEliminar
  2. buen reportaje, me encantan las fotografias!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...