it's not all fun and games in the merry-go-round

Creio que um dos marcos de nos tornarmos adultos (seja lá o que isso for) é começar a olhar para a geração mais nova - nem que a dita geração seja uns míseros 30 segundos mais nova - com um misto de espanto e desespero. Como falam, textam, interagem. O que (não) sabem. O que (não) aprendem. Mas de vez em quando encontramos pessoas como a Tavi Gevinson, a miúda de 12 anos responsável pelo blog Style Rookie, que tem mais inteligência e desenvoltura que muita gente com o dobro ou triplo da idade dela. Sensibilidade e bom senso, deveras.

Senti que devia absolutamente escrever isto hoje, porque a Tavi não escreve só sobre trapos e bugigangas. Esta entrada sobre as renovadas e repetidas controvérsias em que tem estado envolvido o fotógrafo Terry Richardson é um dos textos mais impressionantes que li nos últimos tempos. A Tavi não só consegue delinear todos os argumentos pró e contra, avaliá-los e rebatê-los, como o faz sem nunca deixar o seu estilo distintivo de escrita, o seu toque de ironia, e sobretudo sem recear abordar um assunto tão controverso. Não posso deixar de admirar esta jovem mulher e a família que soube transmitir-lhe a integridade pessoal que demonstra. Sei que está destinada a grandes coisas. E escrever sobre trapos talvez seja a menor delas.

5 comentários :

  1. Tive a ler tudo, entre o blogue dela, os vários artigos que foram publicados mais outros referenciados nesses artigos que foram publicados e fiquei chocada. Bem, eu postei ontem o calendário Pirelli 2010 fotografado por este senhor e realmente gostei mais das fotos do calendário de 2009. Porquê? Mais artísticos. As fotos de Terry pareceram-me muito pornográficas. Depois de ler isto tudo, fiquei sem palavras.

    Bom post, obrigado.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Sim, vi a tua entrada ontem sobre o calendário Pirelli e realmente nem sabia o que comentar. Gosto das fotos com as preguiças, mas várias outras parecem-me mesmo vulgares. E depois de saber isto tudo... não se consegue olhar para o trabalho dele da mesma maneira.

    Infelizmente este e outros casos acabam muitas vezes numa embrulhada de argumentos falaciosos, más desculpas e simples negação. Por isso é que gostei mesmo do que escreveu a Tavi. Acho que ela disse tudo o que tinha de ser dito.

    ResponderEliminar
  3. Ainda não li, mas já conheço o blogue e a miúda, e é mesmo digna de admiração! Sem duvida...

    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Go, Tavi! E conseguiu desarmar os antagonistas por antecipação – mais de 150 comentários e todos a favor! Pessoalmente, não preciso de feministas que venham dizer-me que o prazer que tenho em usar saltos altos é uma cedência aos cânones impostos pelo sexo masculino, mas preciso de pessoas que venham defender a necessidade de respeitar outros seres humanos enquanto tal.
    Sinceramente, todo este estilo de fotografia "porno chic" soa-me a pouco mais do que preguiça e falta de criatividade – sex sells, why bother? Bem, parece que nem todos podem ser um Beaton ou um Steichen.

    A Amiga D.

    ResponderEliminar
  5. preciso de pessoas que venham defender a necessidade de respeitar outros seres humanos enquanto tal

    Ah, pois. O que resume cerca de 99% dos problemas do planeta. Tanto que podíamos dizer mas não temos tempo...

    E na minha opinião, o senhor Richardson já nem no "porno chic" se pode refugiar. O ensaio fotográfico para a The Journal é, simplesmente, de mau gosto. Bem pode ele vir dizer que está a desafiar os cânones artísticos e confrontar a sociedade ocidental com os seus próprios preconceitos em relação ao sexo e ao corpo humano. Ó meus amigos, o Mapplethorpe já fez isso há vinte anos. Sigamos em frente se faz favor.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...