apocalypse now wears prada


A SIC Mulher iniciou recentemente a emissão do reality show Stylista, produzido por Tyra Banks, que consiste essencialmente numa versão concurso do enredo de O Diabo Veste Prada: onze concorrentes degladiam-se por um contrato de um ano na revista Elle americana, com direito ao uso de um apartamento em Nova York e cem mil dólares para gastar em roupas na H&M. Ao longo do programa vão avançando ou sendo eliminados ao longo de diversos desafios onde têm de demonstrar a sua capacidade de estilo e de criação de conteúdo editorial para a revista.

Stylista, como todos os reality shows, vive daquele instinto humano de abrandar para ver os desastres de automóvel, e que neste programa parece chegar ao zénite porque o programa é mesmo mau. Apesar de saber isto, continuamos a ver porque queremos testemunhar, com os nossos próprios olhos, onde é que isto chega... Anne Slowey, a loira sentada no cadeirão, é a directora da Elle americana e faz o programa encarnando uma dolorosamente má imitação da personagem de Meryl Streep em O Diabo Veste Prada. Mas o que em Meryl era gélida inexpressividade, em Anne Slowey parece excesso de botox.

Já os onze candidatos são uma mescla de bonzinhos prestes a tornar-se vítimas, aves raras, gente verdadeiramente talentosa que não sabe bem onde se meteu, e uma criatura escolhida de propósito para ser a vilã de serviço (todo o reality show que se preze tem uma). E que vilã esta! Megan, ao que parece, é uma Park Avenue princess que recebeu dinheiro da família para montar uma boutique, mas ao fim de um ano ou dois fartou-se e resolveu concorrer ao programa. Talentosa, fria e autoritária, ao segundo episódio já é apelidada de Semente do Diabo pelos outros concorrentes... Se no primeiro programa elegeu a bem-intencionada mas trapalhona Kate como alvo a abater (mas o expulso foi Arnaldo), no segundo programa Megan revela a sua inteligência. Vencedora do primeiro desafio, ganha o privilégio de escolher as equipas e (i) agrupa Ashlie, a rival directa, com as mais fracas Kate e Devin; (ii) na sua própria equipa coloca Johanna e DyShaun mas também Jason, com o intuito de ter alguém em quem colocar as culpas, caso a prestação da equipa seja fraca. Dito e feito. O desgraçado do Jason apercebe-se da manobra, tem um ataque de pânico e vai parar ao hospital. E apesar do tom sarcástico com que escrevo esta entrada, garanto que foi aflitivo ver isto. A equipa acaba mesmo por ter a página mais fraca... e o eliminado desta semana é Jason.

Meus caros, isto é mais brutal que ver os concorrentes do The Biggest Loser a arrastar sacos de areia de 15 kg pelo meio do deserto. Alguém contrate esta rapariga para interrogar os prisioneiros de Guantanamo.

Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...