walking on sunshine

Rachel Zoe

Mariah Carey

Cristina Aguilera

Imelda Marcos


Bem, se calhar não tenho assim tantos sapatos...

No que toca a acessórios, cada uma de nós tem uma fraqueza especial. Algumas não resistem a carteiras, outras a anéis… a minha Mãe diz-se soulmate de Elton John com a sua predilecção por óculos de sol e relógios, e eu reconheço que adoro sapatos. Saltos vertiginosos ou sabrinas, um sapatinho elegante dá outro ar… mas é difícil sentirmo-nos como um milhão de euros se cada passo provoca desconforto! Bem difícil já é navegar por entre a dita calçada tradicional de Lisboa!... hoje em dia quase sempre, infelizmente, aplicada por pessoas sem a formação necessária de calceteiro, passadas horas começa a abrir brechas que são autênticos precipícios mortais para os nossos sapatinhos de griffe!

Porque ando quase sempre de saltos e sempre acreditei que sapato elegante e andar confortável não são opostos, fui aprendendo os truques para conservar os sapatos e manter os pés saudáveis. Aqui ficam algumas dicas:

#1 A história de amor entre cada Cinderela e o seu sapatinho começa na loja… e se bem que eu ultimamente tenha tido sorte com sapatos comprados online, reconheço que é ocorrência rara e por isso só em último recurso compro sapatos sem os experimentar! Para quem se aventura a fazer compras online, recomendo anotar qual é o vosso tamanho em cada marca… Os tamanhos e formas variam conforme os fabricantes e os países. Por exemplo, eu sou 35 ou 35.5 em todas as marcas de fabrico italiano (Miu Miu, Ferragamo, Prada, Balmain, Bottega Veneta, Pucci, Roger Vivier), mas em marcas de fabrico francês sou 36 ou até superior (Repetto, Christian Louboutin, Jimmy Choo).

#2 Todos os sapatos merecem amor e carinho sob a forma de umas engraxadelas ocasionais. Adicionalmente, eu uso os impermeabilizantes da Collonil para proteger da água, chuva e sujidade. Descobri esta marca porque a minha Bayswater (as Bayswater, como várias outras carteiras da Mulberry, são feitas de um cabedal denominado Darwin que pode manchar com a água) trazia um cartãozinho a recomendar impermeabilizar regulamente a carteira com Collonil Waterstop. Dito e feito, após descobrir onde se vende Collonil (sapatarias Foreva), passei a ser consumidora regular, usando este spray em carteiras, sapatos e até casacos de pele. Existe um Collonil para cabedal normal e outro para camurça. Não faz milagres, mas ajuda a proteger os nossos investimentos…

#3 Porque mesmo as princesas modernas precisam de quem as salve de vez em quando… encontrem um bom sapateiro. Estes sim, podem fazer pequenos milagres…

#4 Para sapatos que escorregam ou magoam em determinados sítios do pé, as palmilhas, solas ou tiras de silicone ou espuma fazem maravilhas. Eu não passo sem uma visita regular à loja Saúde dos Pés à Cabeça no C.C. Saldanha, onde compro: (i) tiras de silicone para colar dentro dos calcanhares dos sapatos que me escorregam do pé; (ii) almofadinha de silicone para o calcanhar, para algumas botas rasas; (iii) almofadas de silicone para saltos altos; e (iii) palmilhas, idem.
#5 Se pelo contrário, o problema são sapatos com demasiada folga à frente, seja devido ao modelo, seja pelo facto de terem comprado um número acima porque estava em saldo, a solução é simples e barata. Comprem uma esponja de maquilhagem nos chineses, cortem-na ao meio e depois modelem cada metade até encaixar na biqueira do sapato enchendo a folga, mas de modo a que os dedos fiquem confortáveis. Esta solução é igualmente útil para proteger os dedinhos do pé contra parceiros de dança “pé de chumbo”...

5 comentários :

  1. A importância de um bom sapateiro - how true! O meu anjo da guarda chama-se Sr. Avelino. Havia de jurar que os meus botins "Modern Times" da YSL vieram de lá, depois de umas capas novas, com acabamento melhor que o original! Pelo menos mais durável, isso é garantido.

    A Amiga D.

    ResponderEliminar
  2. Um grande post! AMEI! E achei particularmente piada ao detalhe da diferença de números entre as marcas italianas e francesas (um dia, espero eu, hei-de saber quanto calço nuns Prada e nuns Louboutin)!

    E quanto às dicas, não poderiam ser melhores. Adoro o meu sapateiro porque, para além de fazer milagres, fá-los em pouquíssimo tempo!

    E olhando para as primeiras imagens... escolhia o da Aguilera (nunca pensei dizer isto), porque quer a Mariah, quer a Rachel têm um gosto pavoroso para sapatos (pelo menos, raramente gosto dos sapatos da Zoe). Ah e os da Imelda são históricos!

    ResponderEliminar
  3. Pois, o meu sonho também é um closet de sapatos assim...

    D., assino por baixo. Também tenho uns botins Dolce & Gabbana que vieram do sapateiro com melhor aspecto que no dia em que foram comprados...

    ResponderEliminar
  4. sou da opinião que o melhor mesmo é comprar um armazém de uma sapataria e depois esvazia tudo ;)**

    ResponderEliminar
  5. adorei a dica das esponjinhas...infelizmente apesar de adorar sapatos de qualidade o orçamento de estudante universitária não dá para griffes como louboutin ou prada mas um dia eu chego la! ;D e nesse dia de certeza que irei confiar os meus sapatinhos a um optimo sapateiro!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...