fifties fashion week #5: take a bow

Dou por finda a semana fifties com uma história de paixão e desencanto: a saga do vestido Mango.


Foi na Lux Woman de Setembro que os encontrei, separados por poucas páginas: o vestido da Prada ilustrando um artigo sobre, adivinharam, o regresso do glamour, e o vestido da Mango um pouco mais à frente, ilustrando um artigo sobre a mais recente campanha da marca, protagonizando ainda e sempre Scarlett Johanssen.

Apercebi-me imediatamente da nítida imitação semelhança entre os dois vestidos e tomei nota mental de investigar o vestido Mango quando a nova colecção chegasse às lojas.

Infelizmente, o vestido ao vivo não tem nada a ver com a foto do catálogo! É feito num jersey fino e sem corpo nenhum, portanto não cria a silhueta da foto e fica anos-luz aquém do original couture que o terá inspirado. Miuccia ganha o primeiro round. Ui!

2 comentários :

  1. Exactamente! Andei eu a rondar a Mango, exibindo comportamentos predatórios, para isto? Até o cinto é reles!...
    Isto só serve para desacreditar a venda online. Quando se compra uma peça Dries Van Noten, sabemos que ao vivo será ainda mais deslumbrante do que no ecrã do computador. Mas, ao que parece, com a Mango, corremos o risco de ter um grande dissabor...

    ResponderEliminar
  2. Caríssima amiga, deste a palavra final sobre o assunto. É mesmo isso!

    A venda online da Zara e da Mango poderá servir para encontrar um artigo ou tamanho esgotado na loja X ou Y sem correr toda a cidade... mas dificulmente comprarei uma peça sem a inspeccionar in loco primeiro!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...