that thing you know who did for you know what

OK. Eu adoro a casa Lanvin e o Alber Elbaz, mas esta história das colaborações com a H&M começa a estar um bocadinho batida. Vejamos:

I ACTO: o rumor

AInda o mundo está mal refeito da última colecção designer da H&M, e as internetes já estão em aceso debate sobre quem será o próximo grande nome a colaborar com o colosso retalhista. Há teams. Há prós e contras. Há insiders com informação seguríssima que afinal-olha-não-é. Mas lentamente um nome começa a emergir por entre as pistas. E um dia, há um simples comunicado de imprensa a confirmar tudo. A sorte está lançada.

II ACTO: o evento

Chega o Outono e a hora de deixar as expectativas ao rubro. Primeiro um pequeno teaser. Depois a avalanche de press photos que circulam pelas internetes e são reproduzidas em todos os blogues de moda, até que mesmo as pastorinhas dos mais recônditos prados da Mongólia conhecem todas as peças da colecção.

III ACTO: o cataclismo

E no dia do lançamento da colecção, é mais ou menos isto:


Eu se trabalhasse na H&M acho que pedia ao dentista para me arrancar um dente só para poder meter baixa nesse dia.

Moral da história: este ano não estou com paciência, e não sei se alguma vez voltarei a estar. Para mais acho uma vergonha que a colecção só esteja disponível numa única loja em todo o país. Por isso dificilmente estarei à porta do Grandella na madrugada do dia 23 de Novembro.

8 comentários :

  1. Por acaso o assunto já enjoa já...

    ResponderEliminar
  2. Olá :)

    Eu continuo doida com estas colaborações e acho uma boa maneira de termos uma peça de designer (mesmo com colaboração)!

    Vai estar à venda no forum montijo também, acho eu.

    Beijinhos querida
    Su

    ResponderEliminar
  3. Fashionistas para a rua!
    A luta continua!

    (O Porto agradece o boicote, ainda que para nós mais não seja do que render-se às evidências...)

    ResponderEliminar
  4. Adorei o post, super espirituoso! O tema já começa a enjoar, sem dúvida. Eu gostei da colecção e realmente é pena que só esteja disponível naquele dia e durante umas horas apenas.

    Uma pergunta, se não for indiscrição, o batom TOM FORD é mesmo tudo aquilo que se lê na Internet?

    Em Zurich, a loja TOM FORD só vende colecção masculina e só em Janeiro prevêem a chegada do batom. Felizmente o namorado vai a Paris, e já me certifiquei onde está à venda.

    ResponderEliminar
  5. Olá Susana! Infelizmente chegou a parecer que a colecção também ia estar no Fórum Montijo, mas entretanto no site já só aparece a loja do Grandella...

    Enfim! E de qualquer maneira não sei se estou a gostar dos acabamentos da colecção. Não ando eu para aqui a aprender a fazer costuras direitinhas para depois ir comprar coisas (mal) desfiadas!

    ResponderEliminar
  6. Olá Cátia! Na qualidade de viciada em baton :-D confirmo que o baton Tom Ford é mesmo fabuloso. Consegue ser hidratante e duradouro ao mesmo tempo (em comparação, por exemplo, os novos da Burberry têm uma hidratação e brilho fantásticos, mas desaparecem algo depressa), é muito confortável, e aquela embalagem é uma jóia autêntica.

    ResponderEliminar
  7. Excelente súmula daquilo que também eu penso. É muito aparato para tão pouca coisa. O ano passado ainda pensei nessa loucura de ir para a porta da loja esperar a colecção Jimmy Choo mas depois quando vi as peças (que achei pirosas até mais não...), desisti.

    http://agre-e-doce.blogspot.com/2009/10/isto-nao-se-faz.html

    O mais curioso é que umas semanas depois ainda havia uma série de peças «perdidas» na h&m do cascaisshopping...

    A colecção da casa Lanvin é fantástica, sobretudo os vestidos e t-shirts, mas não só não estou em Portugal, como me parece que os preços são um bocado «puxados»... eu sei que são peças com assinatura, mas não era suposto serem acessíveis a todos?...

    ResponderEliminar
  8. Estas coleborações são todas muito giras mas o facto de estarem disponíveis apenas numa loja não faz sentido nenhum...

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...