magazine deathmatch: WTF?!


Elle France Nov 2011 | Vogue US Oct 2010 @ Fashionista

Há momentos em que apenas as coloridas interjeições dos nossos amigos americanos conseguem traduzir uma reacção. E isto, meus caros, é um novo ponto baixo no panorama actual das revistas de moda.

Sim, estamos todos fartos de saber que as editoras internacionais mantêm uma pool de fotos e editoriais de moda que após se estrearem numa revista, vão rodando de país em país. Há capas e editoriais repetidos, e às vezes até a foto eliminada de um editorial pode ver a luz do dia como capa de revista noutro continente...

Isto, porém, é um caso inaudito. Resumindo: a Elle France de Novembro tem na capa uma foto praticamente igual (há diferenças mínimas, mas percebe-se que é do mesmo "rolo") à capa da Vogue americana de Outubro de 2010, com Carey Mulligan envergando um vestido Chanel da colecção Outono/Inverno 2010. Ora, a Elle pertence à editora Hachette Filipacchi, e a Vogue como todos sabemos pertence à Condé Nast. Como pode a mesma capa aparecer em duas editoras diferentes?

Segundo a Fashionista, poderá tratar-se de um caso em que os direitos de autor da foto ficaram na esfera do fotógrafo Peter Lindbergh e não passaram para a propriedade da editora Condé Nast. E após um "período de exclusividade", Lindbergh teria a possibilidade de vender a utilização da foto a outra revista...

Mas isto ainda assim é todo um leque de problemas.

#1: cá para mim alguém no departamento jurídico da Condé Nast fez asneira. Mesmo ficando o fotógrafo com os naturais e merecidos direitos de autor sobre as fotos, o contrato deveria prever um "período de exclusividade" e até uma cláusula limitando a venda a concorrentes directos como é o caso (embora o facto de serem países diferentes complique um pouco). Senhores da Condé Nast, se estiverem a ler isto e subitamente tiver aberto uma vaga no departamento jurídico, posso mudar-me para Nova York já amanhã ;-)

#2: de igual modo, eu diria que toda a redacção da Elle France meteu água como o Titanic... porque das duas uma: ou ninguém se apercebeu disto, ou se apercebeu e publicaram a capa na mesma. E nem sei qual das opções é pior. Pelos vistos devemos precisar mesmo da sabedoria das revistas de moda, porque a nossa memória é tão curta que já nem nos lembramos do que lemos há um ano.

Por estas e por outras é que praticamente deixei de comprar revistas.

E aliás, a foto é completamente errada para a linha editorial da Elle France...

4 comentários :

  1. As pessoas papam tudo o que lhes dizem sem questionar, sem duvidar. Este post pareceu-me tao pouco credivel e a historia tao recambulesca que fui investigar a sua credibilidade. Demorei 3 minutos a descobrir a verdadeira capa da ELLE France em Novembro 2011: http://www.magxone.com/elle/claudia-schiffer-elle-france-november-2011/. A Patuxa, juntamente com o LX State of Fashion era dos poucos blogues que eu gostava de LER. Not anymore.

    ResponderEliminar
  2. A Elle France é uma revista semanal. O número a que me refiro nesta entrada é o 3438 de 11 de Novembro. Pode ver esta capa, e as seguintes, no tópico "Elle Worldwide" do TheFashionSpot aqui (veja a página 14 e seguintes). A capa da Claudia Schiffer que teve a amabilidade de partilhar é o número 3437 de 4 de Novembro.

    Tenha umas festas felizes, mas atenção não vá o Pai Natal confundi-lo/a com uma rena e tentar prendê-lo/a ao trenó.

    ResponderEliminar
  3. De facto, os anónimos antes de falarem deveriam verificar se as suas fontes são credíveis...
    Patuxxa, também vi o artigo do site Fahionista e concordo com a tua visão. Não questionei a credibilidade da notícia, pois o Fashionista tem muito bons profissionais. Mas pode haver quem nem sequer saiba quem são...

    bjs

    ResponderEliminar
  4. Obrigada Isabel! Infelizmente às vezes a ânsia de criticar sobrepôe-se ao bom senso...

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...