[YSL news] Hedi Slimane, desta vez foi à risca


Eu já tinha lido a notícia ontem no Fashionista, mas entretanto a mesma desapareceu e voltou a aparecer e eu achei que tinha sido um rumor não confirmado. Mas hoje a mesma notícia/rumor aparece no Women's Wear Daily e aparentemente foi confirmada por fontes oficiais a este jornal de moda. E eu fiquei de tal modo em pé de guerra que demorei o dobro do tempo normal a escrever esta entrada, porque as minhas mãos teclavam a uma velocidade tão estonteante que me estavam a sair as palavras todas trocadas.

Começando pelo princípio: surgiu ontem a notícia que Hedi Slimane pretendia fazer mudar o nome da casa Yves Saint Laurent apenas para Saint Laurent. Eu não gostei. Não gostei nada. Admito que seja uma reacção visceral. A Yves Saint Laurent e o logótipo YSL são para mim o arquétipo da moda e do estilo parisienses. Entre as minhas primeiras recordações de infância contam-se os batons da minha Mãe nas embalagens douradas com o YSL (há um fuchsia que me recordo como se fosse ontem... não é por acaso que o meu primeiro Rouge Pur Couture foi exactamente essa cor). Por outro lado, de um ponto de vista puramente comercial pareceu-me má ideia pois nos últimos anos a marca tem desenvolvido uma estratégia em que as linhas do Y são subtilmente incorporadas no design das carteiras, e tirar o Y do nome da casa era mandar esse trabalho todo por água abaixo!


Entretanto, com a aparente confirmação oficial surgiram mais alguns detalhes que me sossegaram um pouco. Segue infra a tradução do que está agora noticiado no Fashionista (a fonte oficial da informação é o Women's Wear Daily mas infelizmente o acesso é por assinatura):

Um porta-voz da Yves Saint Laurent confirmou ao WWD que Slimane planeia mudar o nome da casa para Saint Laurent Paris. E isso não é tudo. A inspiração de Slimane para a reinvenção da casa marca supostamente vem de 1966, quando a empresa lançou a sua linha de pronto-a-vestir sob o nome Saint Laurent Rive Gauche. Slimane pretende utilizar as fontes e o grafismo dessa época para a nova imagem da marca. No entanto, o nome Yves, bem como o icónico logótipo YSL, não irão desaparecer completamente. O nome completo Yves Saint Laurent continuará a ser utilizado para "fins institucionais" e o logótipo permanecerá o mesmo. A nova marca deverá ser introduzida com as colecções Primavera/Verão de 2013, as primeiras sob a batuta de Hedi Slimane.

Bom, Hedi mon cher, vamos a ver. Porque se o que queres é inspirar-te nisto, estou 100% a teu lado:

Betty Catroux, Yves Saint Laurent e Loulou de la Falaise, abertura da primeira boutique YSL Rive Gauche em Londres, 1969

Ficamos à espera dos próximos desenvolvimentos...

3 comentários :

  1. wow e eu sem saber de nada? :o até estou curiosa!

    ResponderEliminar
  2. Hmm podia inspirar-se nisso mas manter o Yves. Digo que o senhor deve estar a revirar na tumba... Estas jogadas de marketing por vezes vão um pouco longe de mais... agora devemos abreviar a sigla YSL para SL? Acho que o meu cérebro vai precisar de um longo periodo adaptativo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para mim YSL será sempre YSL! Depois do susto inicial, acho que foi essencialmente uma questão de apresentar mal a ideia (ou a fuga de informação não foi correcta), mas enfim, isto é como o acordo ortográfico; digam o que disserem, manter-me-ei orgulhosamente só a escrever YSL e consoantes mudas...

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...