the oscars 2013: jennifer lawrence [não há bela sem trambolhão]

Bom, como toda a gente e mais o cão, o gato e o piriquito publicou fotos dos Óscares, eu vou fazer esta série de entradas com as chamadas "quebras de salto" para não vos encher os ecrãs. É que eu gosto de falar das coisas com alguma calma e pormenor. E claro que tenho de começar pela vencedora para o Óscar de Melhor Actriz e escolha unânime para um dos melhores vestidos, Jennifer Lawrence.


Agora a sério, apesar de gostar da Jennifer acho que o Óscar devia ter ido para a Emmannuelle Riva pela sua interpretação no filme Amour. Mas já estou habituada a que a Academia me troque as voltas. E honestamente, eles têm uma indústria a promover e nada melhor que premiar jovens actrizes com muitos filmes pela frente... Atenção que isto não é descrédito à Jennifer, que considero muito talentosa e cuja carreira sigo desde que a vi no filme Despojos de Inverno.

Eu acho imensa graça à Jennifer Lawrence porque ela tem este ar amoroso e aparentemente inofensivo, e depois vai-se a ver e é um autêntico cachorrinho desengonçado, diz o que lhe vem à cabeça, é engraçadíssima, a melhor coisa do red carpet era ela a falar com os repórteres a pedir para lhe irem buscar um Happy Meal. O que já de si diz qualquer coisa, porque naquele mar de escanzeladas a Jennifer era das poucas pessoas com um arzinho saudável...


OK, e vamos falar do tombo. Honestamente acho que, se numa outra encarnação, eu fosse uma actriz famosa, seria exactamente isto que me aconteceria se anunciassem o meu nome para vencedora de alguma coisa. Levantava-me, abraçava os meus amigos, dirigia-me de forma serena para aceitar o troféu... pisava a bainha do vestido e estampava-me ao comprido em frente de milhões de telespectadores!

No entanto e ao contrário do que aconteceria em 99% dos casos, eu aposto que se o Raf Simons esteve a ver a cerimónia até deu um pulo de alegria quando isto aconteceu. Digam lá se isto não parece saído de uma produção da Vogue?! Já viram como a cauda do vestido se espalha elegantemente atrás dela? Publicidade assim não se compra, amigos. Dior Haute Couture, elegante até nos imprevistos.


Já agora, as jóias são Chopard e algures no meio daqueles metros e metros de tecido há uns sapatos Brian Atwood. Ela não parece quase uma bonequinha Barbie nesta foto? Mas atenção, isto se a Barbie encarnasse num ser humano normal. O vestido está perigosamente perto do território vestido cor-de-rosinha mas reconheço que gosto.


O pormenor do colar a cair pelas costas está muito engraçado.


E a maquilhagem esteve muito bem, pouca coisa para deixar "brilhar" aquela pele perfeita, e um esfumado castanho que se vê muito bem nesta foto, exactamente na intensidade perfeita, nem demais nem de menos.


O cabelo também se ficou por um apanhado meio solto, tudo muito natural.


Na conferência de imprensa após ganhar o Óscar (e já de olho no vestido para não dar outro trambolhão). A construção do vestido é realmente extraordinária, mas quanto mais olho para ele mais me parece um vestido de noiva.


Para a after party da Vanity Fair, Jennifer trocou para um vestido Calvin Klein e jóias Shay. Não sou muito fã deste estilo, mas ao menos não lhe deve ter dado problemas para andar... e honestamente com um corpinho e um sorriso destes (e o mais cobiçado acessório do mundo na mão) até um saco de serapilheira lhe ficava a matar.

5 comentários :

  1. Ela estava linda, linda :)

    http://semjeitonenhum.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Ela estava maravilhosa! Quanto ao trambolhão acontece às melhores :-)

    http://ourchoices4u.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. lol lol gostei da tua perspectiva da queda! não tinha pensado nisso e tens toda a razão: parece mesmo saído de uma produção da vogue lol

    eu não conhecia muito bem esta menina. ontem vi o filme cujo papel lhe valeu o óscar e apesar de ter achado a interpretação dela muito boa... não achei que fosse demasiado extraordinária para merecer o óscar mas pronto...

    bjinho darling :)

    ResponderEliminar
  4. ela estava absolutamente linda, mas apesar de levar um dior vestido, de estar super arranjada e tal, é ela própria o mérito da beleza. A miúda é lindíssima, e aparenta uma paz interior...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "paz interior" diz tudo. Ela parece uma pessoa à vontade consigo própria, algo aparentemente simples que muito ser humano nunca consegue alcançar!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...