coisas do arco da velha

Eu nunca liguei muito a vendas privadas, essencialmente porque os websites que via por aí não eram muito apelativos em termos de marcas, pelo menos para mim. Entretanto há uns meses li no Facebook do Make Down sobre uma compra de produtos By Terry que a Mia tinha feito no Showroomprivé e registei-me como cliente. Tudo OK, fiz duas compritas entretanto, o serviço parece funcionar bem e tem uma vantagem: eles são franceses e portanto aparecem montes de marcas francesas fantásticas nas vendas, daí a Mia ter conseguido comprar By Terry, e eu entretanto já comprei coisas da Bellápierre e da Talika. Claro que enfim, muitas coisas parecem-me caras mesmo com os descontos em cima, outras parecem-me em conta mas eu não estou para aí virada, o costume.

Ora hoje vou ver as vendas e está a decorrer uma venda da marca Unanyme by Georges Rech e aparece-me isto:

 

Caiu-me o queixo na secretária. É exactamente a mesma carteira que eu comprei na Zara e fui obrigada a devolver porque desbotava. Com a diferença que tem um carimbo da marca, e a outra obviamente não. Olhem para as ferragens das alças... Como é que isto é possível?! 

Mais. As coisas que aparecem no Showroomprivé são mais ou menos de há dois anos (porque já apareceram artigos de marcas que têm lojas cá, como a BCBG MAx Azria e eu lembro-me de os ter visto). Ora segundo o portal (e aqui eles têm uma coisinha irritante, que só deixam ver as coisas a quem está registado por isso não vale a pena deixar o link porque iam sempre parar à página de entrada) esta carteira originalmente custava € 235 e agora está a € 89. O que me levanta todo um conjunto de questões. A carteira da Zara será uma cópia exacta? Ou compraram-nas ao mesmo fornecedor? E neste último caso, como se justifica que uma marca cobre € 235 e outra € 99 (era o preço da carteira da Zara) pelo mesmo artigo?!

Estou, honestamente, desorientada com isto.

Mas querem saber? Sim, perder aquela carteira deu-me um desgosto pequenino e eu sei que isto é uma espécie de segunda oportunidade caída dos céus. Mas não sei, já não é a mesma coisa. Parece que não podemos mesmo voltar aonde fomos felizes.

5 comentários :

  1. Leva a carteira, é tão gira! Não saio de casa sem a minha da Zara...cá para mim, é um sinal do destino ehehe.

    beijinhos

    http://lookluisa.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. aconteceu-me uma coisa parecida há uns anos que nunca percebi: comprei um poncho na gap em nova iorque e passado pouco tempo encontrei um igual, mesmo modelo, padrão, cores na lanidor, em lisboa. que eu saiba as duas marcas têm produção própria e não têm qualquer relação ente si...

    sobre o mercado das vendas privadas, uma reportagem (em francês) muito interessante: http://www.dailymotion.com/video/k4Cp7wU5Fv60uk29PWt#from=embediframe

    ResponderEliminar
  3. Obrigada pelo link! A mim já me tinha acontecido encontrar na Parfois bijutaria que já tinha visto no website da Topshop, o que indica claramente que têm pelo menos um fornecedor em comum. Mas peças de colecção propriamente ditas...

    ResponderEliminar
  4. Ah! Isso lembra-me aqueles "escândalos" de certos sites de roupa que patrocinavam mil e uma bloggers e tinham coisas com etiquetas da Zara e outras marcas, mas vendidos mais caros... O que só prova que as coisas não são tão organizadas e controladas como achamos e nem sempre comprar mais caro é comprar melhor...

    Tenho uma mala dessa marca que comprei no centro de oportunidades do ECI por 30 €. Grande "negócio".

    Alice

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...