I'mPerfection em mais do que um sentido

Estive quase para não escrever esta entrada, mas a verdade é que a minha pequena saga para conseguir os vernizes da Illamasqua me alertou para uma situação que merece ser divulgada.

Tudo começou no início de Março, quando encomendei um verniz e o novo pincel de blush da colecção de Primavera da Illamasqua. À data da encomenda, a loja da marca fazia portes grátis a partir de £35 e os dois artigos ultrapassavam esse valor, portanto tudo bem.

Verniz Illamasqua na cor Fragile

Entretanto eu queria mais dois vernizes que estavam momentaneamente esgotados, por isso passada uma semana, fiz nova encomenda. Só que desta vez, o limite dos portes grátis tinha subido para £50. Achei estranho mas fiz a encomenda, porque adicionei umas coisitas e novamente os artigos no cesto ultrapassavam esse limite.

E depois, nada. Nem um email de confirmação de envio, nem uma alteração do estado das duas encomendas na loja online. A dada altura fui visitar o Facebook da marca e estava cheio de reclamações sobre situações semelhantes. Enviei um email para o apoio ao cliente e só me responderam passados três dias. Enfim.

Recebi ambas as encomendas em perfeito estado, mas nos próximos tempos não compro mais coisas na loja online da Illamasqua. Ou talvez para sempre, e é menos dinheiro gasto.

A verdade é que a Illamasqua nunca chegou a esclarecer devidamente o tema, e fez mal, mas por A + B eu consegui perceber o que se passou. É um desenvolvimento que eu considero infeliz, e sobretudo uma má decisão que na minha opinião chega quase ao suicídio comercial. Mas a verdade é que não me admira que isto alastre a mais lojas, daí achar que a informação é relevante.

Passa-se o seguinte: no início de 2013 entraram em vigor novas versões dos regulamentos de segurança relativos ao transporte aéreo de mercadorias. E segundo esses regulamentos, é proibido (ou extremamente limitado) o transporte de produtos inflamáveis. O problema é que o verniz, devido aos químicos que o compõem, e o perfume, devido ao álcool, são inflamáveis.

Pois é, parece que para os senhores que fazem estas regras nós não somos beautyholics, somos todos bombistas em potência.

O resultado é que a Illamasqua trabalhava com a Royal Mail e teve de mudar de transportadora. Mas não avisaram ninguém. Ou seja, estiveram cerca de um mês a aceitar encomendas e a empilhá-las no armazém sem dar cavaco às tropas. Entretanto lá fecharam contrato com a UPS e as encomendas seguiram todas em catadupa. Exemplo notório é que a minha segunda encomenda foi feita dia 14 e chegou dia 28 de Março. Mas as etiquetas da mesma contavam uma história adicional: a encomenda ficou pronta para envio no dia 20, mas só foi enviada pela UPS no dia 25.

Ora, como as minhas encomendas ainda seguiram sob o sistema anterior, eu não paguei portes. Mas se quisesse encomendar exactamente os mesmos produtos hoje, eu pagaria £15 de portes. Quinze libras! Porquê? Porque os portes de envio internacional da Illamasqua passaram a ser £9, com portes grátis a partir das £50, excepto para verniz e perfume. Qualquer encomenda que tenha verniz e perfume paga £15 de portes e nunca tem portes grátis! Para além do mais, há uma lista enorme de países para os quais simplesmente não é possível enviar estes artigos.

Entretanto fui espreitar a ASOS, que é a única outra loja que envia Illasmasqua para Portugal, só que nem sempre têm todos os itens das colecções sazonais. Eles efectivamente têm alguns dos vernizes em stock, mas para meu espanto agora só enviam verniz para vinte e um países, nos quais não se inclui Portugal. No entanto, outras lojas online como a feelunique, a zuneta, a BeautyBay e a Cult Beauty continuam a vender verniz e perfume como se nada fosse. Não percebo e francamente, também não estou para me chatear. Se não me querem vender verniz, vou comprá-lo a outro lado que tenho muito por onde escolher.

8 comentários :

  1. Aiiiii, que grande filme que para aí vai!!!! E as lojas online começarem a falar sobre isso? Tipo numa newsletter, qualquer coisa... E os sites e revistas também falarem sobre isso, não?? :( Que tristeza... Que a "Béyonceeeee" é cara da H&M escreve-se e rescreve-se mais de 100 vezes no mesmo dia, agora uma notícia que afecta as consumidoras de perfumes e vernizes passa ao lado... Enfim, depois dizem que os blogs é que são fúteis e não têm conteúdo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, o que mais me irritou nesta história foi fazerem a coisa pela calada!

      O único outro sítio onde li sobre este assunto foi no blog do Andy Tauer, um perfumista suíço que tem a sua própria pequena empresa, e foi de tal modo afectado por estas alterações que teve de abrir legalmente uma filial nos EUA para poder exportar perfume para lá, senão de um dia para o outro ia perder um dos maiores mercados para onde vendia os seus produtos.

      Com estas alterações é sempre assim: os consumidores perdem, mas as pequenas e médias empresas também. Os gigantes, que têm força para negociar com as transportadoras, aguentam-se e continuam...

      Eliminar
  2. Tenho de ir investigar bem essa situação, porque andava a acabar os meus perfumes e começar a mandar vir da Etsy e agora não sei como será.
    Quem quiser um verniz deste género e quiser "boicotar" a Illamasqua pode recorrer a estes: http://helloterrilowe.blogspot.co.uk/2013/03/i-scream-you-scream-we-all-scream-for.html

    Cada vez mais acho que as marcas ocidentais não apresentam novidades nenhumas e só se limitam a copiar os orientais(e nós felizes a pensar que é o contrário...).

    Alice

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Honestamente o que me faz mais confusão é a total disparidade de comportamentos entre lojas/vendedores diferentes. Creio que o melhor mesmo é investigar sempre primeiro!

      Eliminar
  3. É incrível, imagino como deves ter ficado...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. essa história dos vernizes é terrível! quando a minha irmã que está no reino unido vai ao correio colocar alguma coisa, a senhora pergunta quase sempre se há produtos inflamáveis, etc. já fiz a minha irmã jurar que nunca lhe iria dizer que há vernizes dentro da encomenda lol lol

    que situação, digo-te...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, eles no UK levam estas coisas muito a sério... Eu até ontem nem sabia que o verniz de unhas era inflamável!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...