[girlcrush] jordan baker



As críticas dividem-se, portanto não sabia bem o que esperar de O Grande Gatsby em versão Baz Luhrmann. Quer dizer, até sabia: luz, cor, excesso e Jay Z a tocar, que só quem nunca viu Romeo + Julieta ou Moulin Rouge poderia ir ao engano. Mas a verdade é que não gostei assim tanto do Austrália e receava que a fórmula pudesse estar a esgotar-se. Opiniões são opiniões, mas gostei muito do filme e achei-o, à sua maneira, muito melhor que a adaptação de 1974, que eu considero um prodigioso desperdício de talento de todas as partes envolvidas, e aborrecido como tudo. 

O Grande Gatbsy não é, na verdade, uma história de amor clássica, mas sim uma história de ascensão e queda, de orgulho e de obsessão, e nesse sentido Leonardo DiCaprio consegue demonstrar de forma impressionante o carácter fascinante, enigmático e obsessivo de Gatsby e Carey Mulligan consegue ser uma Daisy que é simultâneamente um ideal de perfeição feminina e uma personalidade frágil.

Bem sei que meio mundo e o outro andava louco com os figurinos Prada e as jóias Tiffany utilizados no filme, mas como quase só apareciam imagens da Daisy eu nem andava a ligar muito à coisa. Se virem o filme ou lerem o livro perceberão melhor, mas a Daisy não é uma verdadeira flapper dos anos 20. Cortou o cabelo e subiu a bainha da saia, mas por dentro ainda é uma menina romântica.

Não é esse o caso de Jordan Baker, interpretada pela quase estreante Elizabeth Debicki, e foi o estilo dela que imediatamente me fascinou no grande ecrã:





E tenho a dizer que este vestido preto com o peitilho em pedrarias é, para mim, a coisa mais linda do filme. Gostos são gostos e talvez muito disto tenha a ver com o facto de o visual da Jordan Baker ser mais próximo do meu - cabelo escuro e cores fortes. Curiosamente, apesar de ter um camiãozinho de jóias em cima (brincos, anel, pulseiras, cinto e mais o peitilho do vestido) o visual não perde a sua descontracção e jovialidade. Ela é uma flapper, sim, e é bem capaz de saltar para dentro da piscina com o seu vestido e as suas jóias milionárias.




Um pormenor em que só reparei agora, são as unhas com a meia-lua a descoberto e uma manicure francesa feita com verniz vermelho. O cabelo é o corte icónico dos anos 20 (e muito parecido com o meu, portanto sou suspeita), que fica especialmente bem na Jordan / Elizabeth realçando as suas imaculadas maçãs do rosto.

1 comentário :

  1. quero muito ver este filme! já vi algumas imagens e 'extravagância' parece-me ser a palavra certa :)

    bjo*

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...