spoiled pretty


E portanto no segundo envio que trazia o eyeliner em separado, ainda me enviaram amostras das três cores do iluminador Seas of Illumination. Esta malta da Rouge Bunny Rouge estraga uma pessoa com mimos...

pretty, pretty things


Sim, já sei que está mau tempo, a bandeira nacional rasgou-se com o vento, é um sinal do fim dos tempos, etc. e tal, mas não consigo estar de mau humor. Farta do calor estava eu, já não podia ver roupas de Verão à frente e ansiava por poder passear na rua sem ficar ensopada em suor passados cinco minutos. Não irei ao ponto de dizer que prefiro o Inverno ao Verão mas, vá lá, na meia estação é que se está bem.

E quem consegue estar de mau humor quando recebe um embrulho destes?


Já tinha umas coisinhas da Rouge Bunny Rouge compradas no extinto Zuneta.com, mas foi a primeira vez que encomendei na loja online da marca. O armazém é na Alemanha e as encomendas vêm por DHL em 3-5 dias, impecavelmente embaladas.

Até agora tinha apenas sombras da marca, mas aproveitei uma dupla promoção de vale desconto + oferta de um eyeliner para me aventurar também com um batom e o primer matificante. Logo aqui fiquei com óptima impressão do serviço ao cliente da RBR pois no dia seguinte enviaram-me um email a dizer mais ou menos o seguinte: "hoje de manhã quando ainda estávamos a processar a tua encomenda esgotou-se o eyeliner, mas não te preocupes porque ainda temos alguns no escritório por isso vamos enviar-te o eyeliner em correio separado".


Portanto a modos que estou à espera que apareça o eyeliner para fazer uns swatches em condições e publicar aqui. De qualquer maneira já experimentei o batom e é tão suave e hidratante que chega a ser celestial.

O curioso é que junto com a minha encomenda vinha um saquinho misterioso e ainda cheguei a pensar que se tinham enganado no armazém! Abri o saquinho e dentro estavam cinco caixinhas:


São bases, senhores, são bases. Nada mais nada menos que cinco amostras de base, ou seja, enviaram-me as cores todas da base Milk Aquarelle... À primeira vista parece muito levezinha e as cores parecem boas para meninas de pele clarinha. A ver se alguma dá com o meu tom. E eu farta de dizer que não posso comprar mais bases! Enquanto fazes planos, o karma ri-se de ti...

separados à nascença (e diz que são siameses)

Em momentos como estes, o facto da roupa da Zara Kids ainda me servir nos tamanhos maiores (eles fazem sapatos até ao 36 e a roupa de 13-14 anos dá para uma altura até 164 cm, estes miúdos hoje em dia são uns gigantes) é um perigo para a carteira...

Kitty Flats Charlotte Olympia, £465
Slip On Estampado Gato, Zara Kids, € 19,95

Tom Ford is coming to town



A má notícia: parece que são só os perfumes, os batons e os vernizes.

Afinal não preciso de trancar já os cartões no cofre.

it's that time of the year again...


Saíram hoje as primeiras imagens da colecção Isabel Marant para a H&M. Honestamente não tem muito a ver com o meu estilo e muito menos com o meu tipo de corpo, porque tanta calça skinny só assenta bem em pessoas magras e altas, e eu sou uma hourglass de metro e meio. Não desgosto este visual, mas pode ser só o sorriso lindo da Alek Wek que me está a levar ao engano. De qualquer modo, daqui a uns dias sai a informação completa dos preços e desaparece qualquer resquício de vontade de passar pela loja no dia do lançamento: remédio santo...

favoritos do Verão (resvalando para o Outono)


E os vencedores do Verão 2013, quem são? Os premiados já a seguir...

Yves Saint Laurent Le Teint Touche Éclat | #BR50 Beige Rosé: sabem aquelas músicas que a princípio não gostamos, e depois parece que a letra não nos sai da cabeça? É mais ou menos isso. A verdade é que todo o entusiasmo pelo Teint Touche Éclat me passou completamente ao lado, visto que estava bastante focada no objectivo de gastar as bases que tenho actualmente. Mas depois deu-me na veneta encomendar a Popybox especial YSL, e saiu-me esta amostrinha de 10ml bastante prática para levar em férias. Enquanto meia blogosfera se queixava de toda a gente ter recebido a mesma cor, a mim saiu-me o jackpot porque este tom coincide exactamente com o meu tom de pele no Verão. E ainda por cima o raio da base é super leve, fácil de espalhar e dá um bom aspecto ao rosto que é estupidamente bom. Vou gastar a amostra toda e depois logo se vê.

Yves Saint Laurent Le Vernis | #18 Bleu Majorelle: uma compra fantástica nos saldos. Believe it or not, é o meu primeiro verniz YSL e fiquei muito impressionada com a qualidade do verniz, tem uma duração fantástica e o pincel é muito bom para aplicar sem dificuldade. Não me saiu dos dedos durante semanas a fio.

Ullas Roda | Poppy Red | Heftiest Hibiscus | Golden Violet

Face Stockholm Cream Lipstick | Ullas Roda: mais uma compra totalmente ao calhas que se revelou vencedora! Na verdade comprei-o no Cult Beauty porque tinha um vale para utilizar, e escolhi a cor simplesmente porque (i) queria comprar qualquer coisa da Face Stockholm e (ii) achei graça ao nome Ullas Roda porque mais sueco que isto não há! Saiu-me um vermelho alaranjado cremoso, hidratante e super fácil de aplicar, perfeito para uma maquilhagem leve de Verão.

Clarins Joli Rouge | #734 Poppy Red: também comprei este nos saldos da Perfumes & Companhia, penso que a Clarins descontinuou estes batons mas acho uma pena. É um vermelho cereja meio transparente e muito fácil de usar.

Clinique Chubby Sticks Intense | #04 Heftiest Hibiscus: aqui a moça também apanhou o comboio dos Chubby Sticks um bocado tarde, porque honestamente tenho uma ligeira alergia a modas. Aos primeiros Chubby Sticks não achava ponta de graça, mas os Intense recomendam-se! Este Heftiest Hibiscus é um coral alaranjado muito bonito, que na foto supra parece quase igual ao Ullas Roda, mas nos lábios é mais transparente e mais laranja-coral.

Estée Lauder Pure Color Gloss | #03 Golden Violet: achado nos saldos da... adivinharam, Perfumes & Companhia! Sim meninos e meninas, este ano o estrago foi grave. É uma cor muito original e difícil de descrever, tanto parece mais dourado, ou mais bronze, ou mais alilasado. Tem uma textura óptima, é super brilhante e macio nos lábios.

Pink Gold | On And On Bronze | Bourjois 

Maybelline Color Tattoo | #65 Pink Gold |#35 On And On Bronze: pouco tempo depois de publicar a minha wishlist para 2013, comprei na feelunique.com uma Color Tattoo num tom mate que se chama, se não me falha a memória, Permanent Taupe. Não me desiludiu mas... também não me impressionou! Passados largos meses a linha Color Tattoo finalmente apareceu em Portugal e em visita a uma loja da Pluricosmética acabei por trazer estas duas cores, um rosa dourado e um bronze profundo. Depressa se revelaram os instrumentos perfeitos para fazer um sombreado ligeiro e luminoso que dá vivacidade ao rosto sem entrar em competição com os batons de cores vivas. Realmente estava tudo na escolha de cores!

Bourjois Base Lissant Soleil: desde que o trouxe do Boots tem sido um aliado perfeito para criar um efeito de contouring muito natural, este produto realmente é uma pequena maravilha de textura suave e mate que bate aos pontos os Tom Fords deste mundo. Agora Bourjois, onde estão os meus blush em creme, hã?! I'm waiting!!!

MAC Blush Mighty Aphrodite: depois de regressar dos mortos, este blush de tom coral luminoso depressa recuperou o trono perdido de blush perfeito para o Verão! Não se assustem pelo swatch carregado na foto supra, se aplicado na dose certa este blush dá uma cor maravilhosa ao rosto... é assim um primo do Orgasm da Nars mas honestamente acho que este tem melhor pigmentação, menos brilho e fica-me melhor!

Emmys 2013 | Michelle Dockery


Já percebi que as opiniões se dividem, mas adorei este vestido Prada que a Michelle Dockery levou ontem aos Emmys. Aliás acho que é mesmo a primeira vez que gosto de alguma coisa na tendência das bainhas assimétricas, e isso é qualquer coisa que só Miuccia Prada conseguiria fazer. Cada vez mais aprecio um corte perfeito, cada vez menos me interessam brilhos e lantejoulas.




Imagens @ Just Jared

Essie | aperitif


Ainda e sempre red on my mind... como a chegada da Essie a Portugal coincidiu com a minha fase do gel, não prestei a devida atenção à marca. Creio que comprei uma cor beringela escuro na Sephora, usei-o uma ou duas vezes nos pés, esqueci-me dele, e foi isto.

Aqui há uns tempos passei numa loja da Pluricosmética e entre outras coisas, trouxe comigo este vermelho que se chama Aperitif. Entretanto passei o Verão a usar verdes e azuis, mas chegou Setembro e um belo dia apeteceu-me vermelho, portanto lá fui estrear o Aperitif. O resultado está à vista. Um vermelho quente e glossy que seca rápido, fica opaco em duas aplicações, perfeito em três, e com top coat já vai em cinco dias sem um risco, sem uma lasquinha.

Fiquei muito impressionada com a qualidade do pincel, que facilita imenso a aplicação. Isto é especialmente importante quando se aplicam cores fortes e ainda mais tendo em conta o meu perfeccionismo... Acho que vou fazer umas visitinhas ao expositor da Essie nos próximos tempos!

blood red


Como talvez tenham adivinhado, a encomenda da Coreia do Sul de que ontem falava no Facebook era esta carteira linda pela qual me apaixonei e que correspondeu inteiramente ao que as fotos prometiam, e ainda por cima me surpreendeu pela velocidade do envio (está certo que eu paguei uns dólares a mais pelo expedited shipping, mas nunca pensei que demorasse apenas cinco dias).


É que entre todos os vermelhos, o vermelho sangue-de-boi, oxblood, bordeaux, rouge noir e por aí adiante, tem uma atracção especial para mim. E a páginas tantas dei por mim ontem à noite, a sacar da gaveta batons a combinar com o delicioso tom vermelho escuro acetinado do meu novo brinquedo.


Os três que saltaram da gaveta, de cima para baixo, são:

Lancôme Le Rouge Absolu #343 Cerise Noire Célina: uma edição limitada Outono/Inverno com uns anitos, e creio que foi descontinuado porque o número #343 designa agora uma cor diferente. É pena porque a cor é fantástica... tal como o nome indica é um vermelho profundo e glossy com a cor das mais suculentas ginjas do Verão. 

Sensai The Lipstick #15 Murasaki: o The Lipstick da Sensai tem uma textura sublime com um preço infelizmente obsceno (rivaliza com os Tom Ford deste mundo). Esta beleza foi "capturada" nos saldos da Marionnaud pela minha querida amiga D. e assim veio residir comigo. Tem um acetinado único, aplica-se com uma facilidade desconcertante para uma cor tão escura, e deixa os lábios suaves e hidratados durante todo o dia.

Uma curiosidade: Murasaki é a palavra japonesa que designa a cor púrpura. É igualmente o pseudónimo de Murasaki Shikibu, que viveu no Japão medieval e escreveu entre os anos 1000 e 1008 O Romance de Genji, considerada a primeira novela literária da história e ainda hoje uma das maiores obras da literatura mundial.

MAC Diva (Matte): um exemplo acabado dos malefícios das visitas ao balcão da MAC. Estava eu a ver a colecção mais recente quando passou por mim a menina da MAC com um batom rouge noir profundo e claro, tive de lhe perguntar qual era a cor. Era o Diva. Como todos os Matte, é um bocadinho seco mas aguenta-se bem.

Deixo-vos para terminar uma foto mais bem apessoada da carteira (nunca tirar fotos com o iPhone em luz artificial...) directamente da página do vendedor. Ou vendedora, sei lá. E ainda por cima estava em saldo...

rouge dior #999


Aplauso de pé a quem de direito na Dior conseguiu afastar a Natalie Portman dos beges e rosinhas e pô-la em preparos de menina crescida nos novos anúncios do Rouge Dior. Simplesmente sublime!



A cor estrela da estação é o vermelho #999, mesmo assim, só o número. Diz-nos a marca que esta foi a primeira cor lançada na maquilhagem Christian Dior, escolhida pelo mestre ele próprio corria o ano de 1953, e que celebra uns luminosos sessenta anos nos lábios das mulheres Dior por esse mundo fora.

sexta-feira 13

Camisa seda Massimo Dutti, € 49,95

Achei eu que estava com sorte quando entrei na Massimo Dutti e vi esta camisa. Porquê? Por isto:


Andava a tentar encontrar um modelito deste género há meses, desde que vi a Olivia Pope no Scandal com uma igual! Experimentei-a (existe em branco, preto e também em bege) e assentou-me perfeitamente, mas foi logo aqui que os problemas começaram: estive que tempos à espera que me trouxessem um 36, tamanho que me disseram ser o mais pequeno (ou seja, eu plantada à espera no provador e as meninas a cirandar pela loja a cochichar segredinhos umas com as outras). Depois o 36 que me trouxeram tinha os ombros mal costurados (eu sou uma nazi das costuras certas, admito).


Finalmente trouxeram-me um 36 que apesar de estar em bom estado vinha todo amarrotado de estar em armazém, mas resignei-me e fui para a caixa pagar. E estive mais um bom bocado à espera porque a única cliente à minha frente estava a devolver quilos de roupa.

Entretanto cheguei ao escritório e pus-me a escrever esta entrada quando descobri na loja online que afinal a camisa existe em tamanho 34. Resultado: encomendei o 34 na loja online e quando for buscá-la devolvo esta. Eu bem que devia ter dado ouvidos à vozinha irritada que me dizia para largar o raio da camisa e ir embora.

back to nature

Da última vez que vos mostrei as minhas unhas, ainda tinha cerca de um um terço coberto pela aplicação de gel. Com efeito, e como vos contei, fartei-me do gel depois de ter chegado à conclusão que não confiava em mais ninguém para me fazer a aplicação, quando fechou o sítio onde eu costumava ir. Sabia que para voltar a uma unha natural e saudável a pressa é inimiga da perfeição, e por isso em vez de retirar a aplicação de gel simplesmente deixei crescer. Não estava disposta a pagar a remoção para ainda ter mais trabalhos: isto porque a unha por debaixo do gel fica sempre um pouco mais fina devido ao uso das limas e do químico que "cola" o gel à unha, portanto ia levar com meses a fio de unhas finas e quebradiças! A minha última aplicação de gel foi no final de Março, e em princípios de Agosto já as unhas tinham crescido o suficiente para sair tudo. Assim estão elas agora:


Lisinhas como sempre foram, e bastante resistentes! Devo dizer que até eu estou surpreendida, pois comecei a fazer gel há uns anos exactamente numa fase em que tinha as unhas bastante fracas. Mas desde que tomei a decisão de voltar às unhas naturais, tenho aplicado religiosamente o Durcisseur Vitaminé da Ecrinal (à venda nas farmácias e parafarmácias) para ir fortalecendo a unha nova à medida que esta crescia. Estou a gostar do resultado!


O produto contém lipesteres de seda, segundo a marca "um princípio activo exclusivo que fornece à unha os aminoácidos vitais ao seu crescimento". Contém ainda silício, zinco, metionina e pró-vitamina B5, que estimula o crescimento da unha. Não contém formaldeído ou tolueno. É um líquido de cor azul clara no frasco, cuja aplicação na unha seca quase de imediato, incolor.


E aqui estão elas depois de uma aplicação de Ecrinal e de um dos meus fiéis amigos, o verniz Peridot da Chanel. A cor entre o verde e o dourado fica linda no meu tom de pele, e por qualquer razão miraculosa este é o verniz de secagem mais rápida que possuo. Pintei as unhas às dez e meia da noite, deitei-me e acordei de manhã sem quaisquer marcas no verniz. Simplesmente brilhante.

os suspeitos calçavam Louboutin

I was late to the party, but what a party it was!

Quase a sair de exibição, consegui ainda ver The Bling Ring no cinema. Adolescentes obcecados pela fama a assaltar as casas de celebridades ainda mais obcecadas pela fama. Porquê? Porque sim. A vida acontece sem planos, os crimes sucedem-se sem uma verdadeira consciência da transgressão. O valor de uma coisa não está no monetário, mas no facto de um dia ter adornado o corpo de uma celebridade. As relíquias de santo do século XXI.


No meio de tudo está a queen bee Rebecca (Katie Chang), que alia à frieza uma fixação em Paris, em Audrina, em Lindsay. Ao seu redor gravitam outros, destacando-se o sensível Marc (Israel Broussaurd) e a igualmente alucinada Nicki (Emma Watson).


O mais perturbante no meio de tudo é ler o artigo da Vanity Fair que deu origem ao filme, The Suspects Wore Louboutins, e perceber que as partes mais loucas são as mais fiéis à história real (os nomes do grupo foram alterados, mas reconhecemos imediatamente quem é quem). Sim, Paris Hilton deixava mesmo a chave debaixo do tapete e só à quinta vez é que percebeu que tinha sido assaltada. E já agora, a casa que aparece no filme é mesmo dela, completa com  o retrato nas almofadinhas, na parede, nas molduras, algures entre o kitsch e o sinistro.


Uma das melhores sequências do filme é o assalto à casa de Audrina Partridge, filmado numa casa inteiramente envidraçada num plano contínuo sem som, qual casa de bonecas.


E no clímax da obsessão de Rebecca, o grupo assalta a casa de Lindsay Lohan e esta senta-se ao toucador da actriz e aplica o perfume dela, numa espécie de transe por estar tão próximo da intimidade do seu ídolo.


No fim há repórteres, tribunais, lágrimas e macacões cor-de-laranja. E Nicki tem o seu momento em frente às câmaras tão alucinado que tem o seu quê de Norma Desmond do novo milénio. Para minha profunda surpresa, percebi ao ler o artigo que a declaração de Nicki é rigorosamente exacta ao que disse na vida real. Aqui, como em muitos outros momentos, o talento de Sofia Coppola é perceber que a verdade é só uma: a ficção nunca ultrapassa a realidade.

telegráfico regresso de férias


É só para dizer que o Sunscreen Spray SPF 20 da Kiko é provavelmente o melhor protector solar que eu já usei. Para começar o spray funciona mesmo (caso raro e nunca visto) e o produto é fresco e fluido, o que torna a aplicação rápida e muito agradável. Acresce que não fica nem branco nem peganhento, mas não deixa de ser razoavelmente resistente à água. Dei cabo de duas embalagens (compradas já em saldo!) numa semana.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...