fazer compras é uma arte difícil e incompreendida


Aqui há uns tempos mostrei no Facebook uns botins que tinha encomendado numa venda Schutz no Showroomprivé. De início pareciam estar esgotados no tamanho 36, mas eu fiz uso do truque de voltar a tentar no dia seguinte. O que acontece é que algumas pessoas desistem e não pagam a encomenda no MB, logo o produto volta a estar disponível! Já na venda da L'Artisan Parfumeur consegui apanhar o perfume que queria, o Dzongkha, quando ele de início parecia esgotado. Mas desta vez fugiu-me a sorte. No início de Janeiro recebi um email a pedir muitas desculpas, mas tinha ocorrido uma discrepância entre o produto disponível e as encomendas pelo que portanto não podia satisfazer o meu pedido e em poucos dias reembolsaram-me. 

Claro que isto me deixou novamente com o problema de encontrar uns botins pretos rasos de que gostasse. E eu ultimamente ando muito esquisita com calçado... Andei em lojas físicas e online e a única coisa de que gostei assim assim foram estes botins da ASOS. Mas tinham um problema: são de atacadores, e eu tenho uma pequena embirração com calçado de atacadores. Por outro lado havia sempre o problema dos tamanhos: é que conforme os moldes eu tanto posso ser o 35 como o 36 (neste caso, o 2 ou o 3 ingleses) e estava sem paciência nenhuma para adivinhações!

Botins ASOS AHEAD OF TIME € 91,30 € 63,91

Decidi aguentar a compra até fazer uma última ronda e espreitar a Seaside. A verdade é que se ultrapassarmos as dezenas de variações meio escabrosas (até saltos transparentes eu vi...) de Litas à porta, aprecio tanto a Seaside como a Calçado Guimarães para comprar coisas boas a preços razoáveis, de fabrico português. Ainda no ano passado comprei uns botins incrivelmente confortáveis na Guimarães.

Foi preciso ir a duas lojas, mas encontrei-os: pretos, em cabedal, rasos mas não totalmente, com ferragens douradas, confortáveis (por acaso nestes o 35 ficava-me justo por isso trouxe o 36), made in Portugal, € 59,95. Prontos finalmente para calcorrear muitas calçadas por esse mundo fora. E depois há quem diga que ir às compras é passeio...

3 comentários :

  1. E são muito giras! Como eu te compreendo tão bem. Desde as compras online, até às imitações de Litas na Seaside, percebo tudo. As únicas botas pretas estilo biker que comprei, foi numa sapataria que se chama Carocha (deve ser prima da Calçado Guimarães, por aquilo que se vê no Google) e são super confortáveis e conseguem ser diferentes de tudo o que há. Gosto imenso dessas sapatarias que referiste porque não só há coisas giras, como grande parte dos sapatos são feitos cá. *

    ResponderEliminar
  2. São super giras! Eu compreendo esse estado, principalmente nos saldos, em que procuramos o melhor ao melhor preço! Mas acho que a escolha foi muito boa :)

    Beijinhos xx
    www.helenaduque.com

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...