desaparecidos em combate #8 | Clarins, Boots & Pai Skincare


E hoje temos mais três que foram para o lixo! Em primeiro lugar o Camellia & Rose Gentle Hydrating Cleanser da Pai Skincare, na embalagem de 200ml. Já aqui falei longamente do meu amor pela marca por isso poupo-vos a mais pieguices. Basta dizer que foi a segunda embalagem deste produto e não será a última. 

Embora a embalagem de 200ml saia mais barata que a embalagem de 100ml, tem o pequeno inconveniente de precisar de ser "esventrada" para retirar os últimos resquícios de produto no final, o que não acontece com a embalagem de 100ml (ambas funcionam com bombas de vácuo mas a embalagem de 200ml perde a força no final e deixa de conseguir puxar o produto). Porém a embalagem de 100ml custa € 30 o que dá € 0,30 por ml, e a embalagem de 200ml custa € 42 o que dá € 0,21 por ml, é portanto cerca de 30% mais barata. Vale a pena.


Em segundo lugar o creme Soothing Hand Cream da Boots Botanics, e aproveito o facto de dar a conhecer, para quem ainda não sabia, que a loja online da Boots já envia para Portugal, embora com um custo de £ 9,99. A linha Boots Botanics é uma linha desenvolvida pela Boots com extractos de plantas, e com a colaboração dos Reais Jardins Botânicos de Kew. Tenho a dizer que adorei todas as coisas que já usei desta linha, a saber: este creme de mãos, a máscara de argila e o óleo facial. Os preços são muito, muito simpáticos! O creme de mãos é hidratante e absorve rapidamente, tal como eu gosto.


Finalmente um hidratante da Clarins que recebi de brinde em embalagem de 100ml, numa compra que fiz na Feelunique.com. Estava guardado há uns tempos com a ideia que sendo mais pequeno era bom para levar em viagem, até que um dia me apeteceu gastá-lo. Posso dizer que é um dos melhores hidratantes corporais que já usei! É extremamente rico e hidratante, mas tem uma textura macia e cremosa que se aplica com a maior das facilidades. Tive pena de acabá-lo, até porque descobri que a embalagem de 200ml custa cerca de € 33... Eu até gosto imenso das Body Butters da Body Shop, mas tem dias em que não me apetece usá-las porque (a) ficam duras e difíceis de espalhar quando o tempo está frio e (b) os aromas são tão fortes que se sobrepõem aos perfumes que eu uso, chega a meio do dia e só cheiro a Body Butter e não ao perfume... no entanto confesso ter um stock razoável de Body Butter que vou ter de gastar!

5 comentários :

  1. Também eu estou a meio de um post de produtos finados, mas o meu nunca mais acaba, caramba. Quando às Body Butters, sinto-me das poucas pessoas que não lhes acha gracinha alguma, justamente pelos motivos que apontaste: são chatas de usar no Inverno e as fragrâncias são demasiado assertivas. Estou agora a usar uma loção da Bioderma que amo de paixão (para peles muito secas), em breve digo qualquer coisa sobre ela.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, eu precisei de adaptar as entradas sobre produtos finados para serem mais rápidas de escrever... é mesmo isso, gosto das Body Butters (a favorita é a de monoi que tecnicamente não é BB pois pertence a outra linha) mas são totais assassinas dos meus queridos perfumes! Em termos de hidratantes bons e básicos o meu favorito agora é a emulsão corporal Cold Cream da Avène que vem nuns frascos óptimos de 400ml, com doseador.

      Eliminar
  2. A Pai Skincare também é uma marca que gosto muito. Dá muito bem para peles mistas! :)

    ResponderEliminar
  3. Atenção que a Clarins utiliza uma substância chamada metiliotiazolinona na formulação de muitos dos seus produtos, aos quais várias pessoas são altamente alérgica. Foi o meu caso, coisa que descobri depois de ter uma alergia muito brutal e persistente no rosto. Parece que a dita substância é proibida nalguns países mas não é o caso de Portugal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo(a), obrigada por partilhar a sua experiência. Felizmente nunca sofri de alergias cutâneas (tenho alergia respiratória ao ácaro comum) mas conheço casos de alguma gravidade e por isso sei que é assunto sério para quem delas sofre.

      Fiquei curiosa e fiz uma pesquisa na internet sobre o assunto. Pelos vistos este químico só começou a ser usado em 2006 mas tem originado uma quase "epidemia" de casos de dermatite atópica e o Cosmetics Europe recomendou em Dezembro passado que fosse imediatamente retirado de todas as formulações cosméticas que impliquem contacto prolongado com a pele. Seguem infra alguns links que lhe podem interessar:

      1) Relato de um caso publicado pela Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia: http://revista.spdv.com.pt/index.php/spdv/article/view/30

      2) Artigo no jornal inglês The Telegraph datado de 14 Dez 2013:
      http://www.telegraph.co.uk/health/10517988/The-epidemic-in-the-bathroom-manufacturers-told-to-remove-chemical-linked-to-skin-allergies.html

      3) Texto completo da recomendação emitida pelo Cosmetics Europe em 13 Dez 2013: https://www.cosmeticseurope.eu/news-a-events/news/647-cosmetics-europe-recommendation-on-mit.html

      Tendo em conta a recomendação do Cosmetics Europe e a exposição mediática que este tema começa a ter, creio que a breve trecho os fabricantes vão retirar o químico dos seus produtos para evitar os riscos inerentes. Até lá, teremos todos de ler bem os rótulos. A este respeito encontrei igualmente um website que lista os ingredientes completos de muitos produtos cosméticos que talvez o/a possa ajudar a evitar este químico no futuro: http://www.cosmetic-ingredients.net/

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...