Eh pá, DESISTO

Portanto a história resumidamente é assim: em 11 de Novembro eu compro uma carteira vintage a uma menina do Etsy que mora em Decatur, na Geórgia, USA. Ela está doente e só a 25 de Novembro mete a encomenda no correio, com um número de registo da USPS. A encomenda vai de Decatur para Atlanta e de Atlanta para Nova York onde "desaparece" num centro de distribuição em Jamaica, Queens a 2 de Dezembro.

A meio de Janeiro a encomenda ainda não chegou e eu troco uns emails com a vendedora para saber se a encomenda se terá extraviado do lado de lá.

A 28 de Janeiro eu recebo um aviso de desalfandegamento e no mesmo dia envio por email a minha identificação e o recibo de compra, conforme solicitado. Entretanto verifico que foi dado à encomenda um número de registo nacional.

Vou verificando todos os dias na pesquisa de objectos dos CTT. A encomenda não se mexe desde o registo de "em trânsito na Alfândega" datado de dia 24 de Janeiro. No dia 5 de Fevereiro aparecem dois registos, "saída da Alfândega" seguido novamente de "em trânsito na Alfândega". A encomenda saiu para entrar outra vez? Não percebo.

Hoje chega o correio com uma nota de pagamento da AT. Por coincidência estou fora do escritório. A secretária lê-me os dados da Declaração de Tráfego Postal e eu reconheço os dados da minha encomenda. Pagam € 16,94 e recebem a encomenda por mim.


Eu chego ao escritório e está na minha secretária um pacote pouco maior que a minha mão. Este pacote dirige-se a uma pessoa que não tem o meu nome (nem nada que remotamente se confunda) e mora em Alte, que fiquei a saber, é no Algarve (eu estou em Lisboa). A encomenda diz que é um relógio e vem da Alemanha.

Ou seja: juntaram a Declaração de Tráfego Postal da minha encomenda com a encomenda física de outra pessoa.

Depois de esperar dez minutos para ser atendida no 707 26 26 26, até a senhora do outro lado da linha fica completamente embasbacada. Está aberto e fundamentado um processo de reclamação com fotos e tudo.

Eu faço compras online desde 1998 e já recebi coisas de quase todos os continentes. Sim, ocasionalmente pago taxas sobre artigos que vêm de fora da União Europeia e não me queixo. Nunca me aconteceu nada semelhante a isto, e se me contassem eu não teria acreditado. O nível de falhas sucessivas no sistema que permitem que uma coisa destas aconteça é simplesmente abismal:

1) Porque é que uma encomenda vinda da Alemanha, que é espaço comunitário, acabou no controlo aduaneiro? É uma violação das leis fiscais e do princípio comunitário da livre circulação de mercadorias.

2) Como é que ninguém percebe que o documento Declaração de Tráfego Postal não coincide com o item nem no destinatário, nem na origem, nem na descrição do artigo? 

3) E onde raio está a minha encomenda, já agora?

A senhora dos CTT disse-me que pelo número de registo, a minha encomenda ainda não foi entregue. Não me sinto especialmente reconfortada. Algures no Algarve está uma moça à espera de um relógio que está agora na minha gaveta, por abrir... e cujo número de registo demonstra que foi entregue em Lisboa (e foi) apesar de ter uma completíssima morada do Algarve.

É que eu gosto de ter um mínimo de ordem e lógica na minha vida, meus caros. Um mínimo. Isto é o caos, a anarquia. Se isto está assim, eu corro o risco de meter uma carta no correio para a Ana de Ponte de Lima e ela ser recebida pela Zélia de Olhão. Os fundamentos do Universo estão a desabar perante os nossos olhos.


É que vou deixar de fazer compras que venham por correio normal e restringir-me às lojas que enviam por transportadoras. Remédio santo.

25 comentários :

  1. Respostas
    1. Completamente. Eu já me rio da situação para não desesperar!

      Eliminar
  2. Nem comento... Que ridículo! Eu já abri reclamação também para uma minha que não se mexe dentro da alfândega há quatro meses e eles não sabem dizer porquê... E o problema é que, segundo as minhas reclamações passadas, isto não vai dar em nada porque provavelmente a encostaram a um canto ou algum dos trabalhadores achou que um perfume e um creme de corpo daria um óptimo presente para alguém -.-

    Sim, e a resposta da senhora dos CTTs ainda é "mas não mora em Lisboa? É que se se dirigir à alfândega mesmo deve conseguir resolver a situação"! Big LOL, ela deve pensar que toda a gente tem a vida dela... Já para não falar que basicamente me responde que eles não vão conseguir resolver a situação sozinhos...

    Enfim! SIM, acho que deveríamos todos começar a usar transportadoras (podia ser que os preços baixassem ahah). E juro que, com tanta reclamação que as lojas devem receber de encomendas extraviadas na alfândega portuguesa que depois têm que reenviar ou reembolsar, brevemente vão começar a pensar noutra solução... Ou mais assustador, deixar de enviar para cá!!

    Desejo-te boa sorte! :) x

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já conheço casos de lojas que não enviam para cá ou só enviam por correio registado. Felizmente mesmo as americanas agora, algumas já têm um serviço em que pagas as taxas à cabeça e a encomenda não fica "pendurada".

      Eliminar
  3. Tristeza..devem andar a drmir sentados.Eu tive uma experiencia assim com a minha carta de conducao, metiam a carta de outra miuda qqr para enviar para mim... Traduzindo eu recebia em casa o envelope dirigido a mim, com o meu nome e morada e no papel vinha colada o cartao/carta de outra miuda de outra zona do pais.. A pior parte foi eu reclamar, esperar um mês que viesse novamente, e tal não é o meu espanto quando recebo novamente a mesma carta....... Oh pah passei.me, tive de amar barraco na dgv,enganarem.se uma vez é mau, duas é ridiculo. Vá lá à terceira veio bem.. Entretanto 3 meses à espera de algo que deveria demorar um e 2 manhãs perdidas na dgv. Great... Incompetentes dum raio

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E sabes que mais? Eu pedi a alteração de morada na carta de condução uns meses, a carta nunca mais me aparece em casa e já estou a cismar que a extraviaram também (ainda pensei que era o IMTT com atraso na emissão nas cartas mas já começa a ser demais...)

      Eliminar
  4. Pêlamôrdedeus, que isso é de dar vontade de esbofetear um cacto dos assanhados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É que é preciso muito trabalho para chegar a este nível de incompetência, não achas?

      Eliminar
  5. Que patetice! Eu estou com problemas com um pincel que mandei vir da Sigma, dos USA. Lá foi parar à alfandega.... lá mandei os papeis para o desalfandegamento e ainda nada do pincel. Haja pachorra.....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só um pincel? Isso é invulgar, não costumam parar encomendas pequenas. Dve ter sido mesmo a amostragem (porque eles tabém fazem o controlo para detectar contrafacção ou mercadorias proibidas, por exemplo). Eu no ano passado comprei uma paleta de sombras na Sigma USA e ela não parou na Alfândega. Mas agora prefiro comprar Sigma na RadaBeauty, chega em dois dias :-)

      Eliminar
  6. Mas o que se passa com os CTT?! isto é para lá de ridículo! enfim...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma completa vergonha. Espero bem que com a privatização da empresa façam uma revisão aos procedimentos de qualidade, porque isto assim não pode continuar.

      Eliminar
    2. Tenho uma encomenda retida na alfândega desde 26/6 (há 2 meses), e só agora recebi o nº local. É uma vergonha a lentidão dos CTT. Temos de marcar um dia, para irmos todas à alfândega protestar.

      Eliminar
  7. Eu estive 2 meses à espera de uma encomenda. Já andava desesperada. Depois, num belo dia, apareceu-me um senhor com a minha encomenda e a cobrar-me despesas de alfândega! Nem recebi uma carta ou email da Alfândega a pedir os meus dados (como é hábito). Não sei o que raio se anda a passar por aqueles lados.... Ultimamente só oiço/leio pessoas a queixarem-se do serviço... Ridículo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Creio que a Alfândega deve ter excesso de trabalho e insuficiente pessoal e meios para o despachar. É um problema frequente nos serviços públicos, nos dias de hoje :-(

      No meu caso concreto, já consegui apurar que foram os CTT e não a Alfândega quem meteu água. Aliás vou hoje dar um raspanete ao carteiro. Pelo que me explicaram da história em vez de usar a cabecinha para perceber que algo estava errado, ainda se pôs a inventar desculpas do género "ah isso vem da Rússia" (a pessoa a quem se destina a encomenda errada que eu recebi tem um nome eslavo, ou seja, trocou o destinatário com o remetente) e "devem ter aproveitado a embalagem de outra encomenda", ou seja, fartou-se de arranjar ideias rebuscadas em vez de admitir que havia ali um engano.

      Eliminar
  8. Há seis anos, estive em NY, e fartei-me de comprar livros. Como era inconcebível trazê-los comigo, aproveitei o facto de a dita livraria despachar encomendas para qualquer parte do mundo.

    Cheguei a Portugal, e uns dias depois, tinha um aviso na caixa do correio para ir levantar a encomenda, já que tinham passado em casa e eu não estava.
    Quando cheguei aos correios, adivinha? Não sabiam da encomenda nem o que lhe tinha acontecido. A desculpa? Talvez tenha apanhado chuva na mota do carteiro, e o nome e morada tornaram-se ilegíveis...e neste momento deve estar a um canto num armazém qualquer!
    Depois alegavam o facto de a mesma não ter sido registada e que não havia provas de que ela tinha chegado. Para mim, o facto de ter o aviso chegava para provar isso, né? “Só” tive azar de não estar em casa… e o mais caricato? A encomenda também veio da Jamaica Station!
    Ainda hoje a minha mãe cisma que me perderam os livros na Jamaica, ainda que eu nunca lá tenha estado!
    E pronto, lá se foram 150€ que nunca mais vi, nem os livros, claro está!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que horror!!! Isso era o suficiente para eu acampar à porta dos CTT até fazerem aparecer a encomenda.

      Eu agora envio tudo para a morada do escritório porque está sempre gente. E os funcionários nestas zonas são mais profissionais. Nas zonas residenciais é muito comum fazerem o seguinte: nem sequer levam a encomenda. Não tocam à porta. Deixam o aviso postal independentemente de a pessoa estar em casa ou não, Porque dá trabalho levar as encomendas, e o Zé Povinho que se lixe e tem de ir buscá-las à estação de correios que normalmente até tem horários impossíveis para o cidadão comum.

      À minha Mãe já aconteceu deixarem o aviso de uma carta registada (uma carta!!!) sem tocar para ver se estava gente em casa. Ela foi aos correios no dia seguinte e eles já tinham devolvido a carta ao remetente! Ela fez uma reclamação e a resposta foi qualquer coisa do género "ah desculpe o mau jeito, mas só aconteceu uma vez..."

      Eliminar
    2. Marlene Vinha desculpa lá a minha sincera opiniao... cá para mim eles nao perderam os livros! eles aproveitaram os livros para os por a venda no posto ctt

      Eliminar
  9. li eu este post há uns tempos e agora acontece-me exactamente o mesmo, excepto que fui eu que fiquei sem encomenda! pararam-me um chapéu na alfândega, esteve lá uns 4 meses, envio documentos e quando finalmente se dignam a marcar como "saída da alfândega", verifico que a minha encomenda foi entregue em Ermesinde (eu vivo em Odivelas)! não sei como é que um serviço de CORREIOS consegue fazer tanto erro e entregar uma encomenda na morada errada (e nem foi só lerem o número da porta mal, foi só parar ali à outra ponta do país)... já apresentei reclamação e estou para ver se me vão descobrir onde anda a encomenda e se ma devolvem... sim porque foi entregue a outra pessoa (que pode não ter a tua decência de não ficar com o que é dos outros)... vergonhoso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia Ester! Olha eu também barafustei e acho que tive uma sorte incrível, mas acabei por perceber que a culpa não foi dos Correios (e foram eles que me desembrulharam este imbróglio todo) mas sim de alguém na Alfândega que trocou os papéis das encomendas.

      Mas reparas e com razão, se isto acontecesse a uma pessoa sem escrúpulos? Se essa pessoa percebesse, por exemplo, que a encomenda recebida por engano era um artigo valioso? Isto não são casos para brincar. Não deixes de reclamar, pois ou os Correios ou a Alfândega deviam compensar-te caso a encomenda desapareça (pois pelo registo prova-se que a encomenda deu entrada em Portugal e desapareceu quando estava à guarda deles...)

      Eliminar
  10. Já recebi encomendas dos Estados Unidos e chegam cá em envelopes marcados da Alemanha, por isso essa encomenda que recebeu o mais provável é que tenha vindo de fora da Europa, não tenho a certeza mas acho que a Alemanha serve como entreposto.

    Não aconselho o uso de transportadoras, as taxas de desalfandegamento que eles cobram são muito altas em comparação com os CTT, há uns anos comprei um filme em que paguei mais pelas taxas do que pelo próprio filme.

    Encontrei este post porque tenho mais uma encomenda lá retida, a ver se tenho mais sorte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá boa tarde! Também já me aconteceu receber encomendas que passaram por entrepostos... quando me estava a referir às transportadoras, referia-me a encomendas dentro da UE, porque nos próximos tempos não conto mandar vir de fora - a "consumição" de esperar pela encomenda já não compensa...

      Eliminar
  11. Boa tarde caros amigos da reclamação da boa hora! coisas parvas que até hoje nunca me tinha acontecido , compro muito coisas no japao , sou colecionador . ora o assunto é o seguinte , comprei 3 artigos no mesmo dia á mesma pessoa , ela embalou os 3 e enviou , o meu espanto é que um deles ficou preso na alfandega ja lá vai 1 mes e pouco , e o restante ja chegou a casa sem ter ficado la. expliquem-me o porquê de tanta burocracia?? ja mandei email e a resposta foi a seguinte: -> Gostaríamos, desde já, agradecer o seu contacto, que mereceu a nossa melhor atenção.

    Informamos que dado o aumento do volume de tráfego de objetos postais, o tratamento dos mesmos têm sofrido um ligeiro atraso, neste sentido o processo de desalfandegamento pode levar mais tempo do que o desejável.
    Os processos estão a ser tratados pela ordem de chegada. -> WTF?? nem faz sentido visto que recebi 2 das 3 encomendas.... enfim bem vindo ao nosso portugal

    Ps: diz que está em transito na alfandega..... á um mes e pouco

    ResponderEliminar
  12. Tenho uma encomenda retida na alfândega desde 26/6 (há 2 meses), e só agora recebi o nº local. É uma vergonha a lentidão dos CTT. Temos de marcar um dia, para irmos todas à alfândega protestar.

    ResponderEliminar
  13. Para além de estar a saque há muito tempo, agora é mesmo sem vergonha, ou seja, as quintas deste país como a alfandega (ramificações do grande polvo central), andam sem rei nem roque, cada um mete ao bolso da forma que mais convém, mesmo passando por cima da lei comunitária que tutela as encomendas particulares, como foi agora a pouca vergonha que fizeram na alfandega ao baixarem o valor de isenção de 45 € para 22€, servindo-se de uma lei feita à pressa na assembleia (quadrilha, cabeça do polvo), a qual passou por cima da comunitária, que já tinha revogado o artº 22º do Dec-lei 31 de 89. Ou seja esta nova lei 7-A/2016 está a violar grosseiramente o Regulamento 1186_2009 CEE, que no seu art 26º, define os valores para encomendas particulares: 45€! Mais sujo, é o facto de dizerem que esta nova Lei de 2016, vem revogar o DEc-Lei 31/89, o qual já tinha sido revogado anteriormente! E enquanto o Zé Povinho come e cala, rouba-se descaradamente na alfândega, agindo de má fé, pela calada, após a publicação da nova Lei, retendo de surpresa todos as encomendas dos últimos meses para fiscalização (roubo)... E para indignar mais a vergonha daqueles que a têm, ainda retêm os produtos meses a fio, atrasando a sua entrega o mias possível. Certamente esta mensagem, há-de chegar à Deco (Valha-nos Deus), e também à Rainha Polvo Gigante, a grande Mestra, que ramifica para estes polvos centrais… A grandiosa União Europeia, onde é necessário sacar muito dinheiro para pagar as vidas de Rei de quem lá trabalha, em nome do povo (escravos duma ditadura disfarçada de Democracia). Com ironia, viva a liberdade, abaixo os regimes ditatoriais como o nosso, fora os ladrões, fora os vigaristas.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...