Rouge Bunny Rouge X3


Em Setembro passado mostrei por aqui algumas coisinhas compradas na loja online da marca Rouge Bunny Rouge. Passados uns meses de utilização, achei que valia a pena partilhar a minha opinião sobre os produtos e as amostras que recebi. 

Começando pelo princípio, ou seja, o Metamorphoses Mattifying Primer, que veio na encomenda inicial. Vem num frasco de vidro fosco, com aplicador, ao sair do frasco é espesso e de cor branca. Espalha-se facilmente e não deixa nenhum tipo de resíduo; adere rapidamente à pele e como que "desaparece". Acho-o mais fácil de usar que o outro primer matificante que possuo, o Mat Base Corrector Primer da Kiko. Com efeito, o Mat Base é um bocadinho mais matificante que este (talvez o escolhesse para um dia de muito calor, por exemplo) mas é um produto que precisa de ser espalhado à velocidade da luz, porque seca logo e pode criar umas zonas secas e esbranquiçadas se não for bem aplicado (para evitar isto eu tenho de aplicar o produto no rosto zona a zona, bochecha, nariz, testa, etc. o que dá algum trabalho). O Metamorphoses é bem mais simples de aplicar no dia a dia. Comparado com alguns produtos que já experimentei, terá algum silicone mas não em demasia, e não me provoca nenhum tipo de reacção na pele (por exemplo, não posso usar o famoso Photo Finish da Smashbox, que é todo ele silicones).


Se bem se recordam, na altura fiquei muito agradada por receber amostras de todos os cinco tons da base Milk Aquarelle Liquid Foundation. Aqui podem vê-los no meu braço, de cima para baixo (amostras espalhadas de forma algo espessa para se ver melhor): Cashew Milk Parfait, Hazelnut Milk Parfait, Almond Milk Parfait, Coconut Milk Parfait e Chestnut Milk Parfait. São poucos tons e a variedade é um pouco estranha, porque há dois tons mais escuros, três bastante claros e nada mais intermédio. Eu honestamente nem consigo distinguir bem entre os três tons claros, mas imagino que para as meninas de pele branquinha existam diferenças a apontar. A falta de variedade nas cores é um ponto negativo, pois imagino que muitas mulheres não conseguirão encontrar correspondência nesta base.

Escolhi a Cashew Milk Parfait para experimentar primeiro, e acertei em cheio: aqui na fotografia, e porque está na parte interior do braço, parece um pouco mais escura, mas aplicada no rosto é exactamente a cor da minha pele e condiz com o tom do pescoço e decote sem qualquer diferença de cor. 

Esta base tem uma textura meio cremosa mas muito leve (como chantilly bem espesso), e espalha-se com grande facilidade. Tem uma cobertura média a deslizar para o alto: tem mais cobertura que a Teint Miracle da Lancôme ou a Teint Innocence da Chanel (aquela que foi descontinuada e substituída pela Vitalumiére Aqua). Apesar disto, o efeito desta base é muito natural. Creio que tem alguns silicones devido à forma como desliza sem esforço pela pele, mas menos que a Face Fabric da Armani (que uso como termo de comparação pois das bases que tive, é a que mais se assemelha em textura). Praticamente não se sente no rosto.

Adorei-a desde a primeira utilização. Não acumula onde não deve, aguenta o dia todo, e parece sempre pele e não base. Como não tem SPF, fotografa igualmente muito bem. Por exemplo, para a fotografia que ilustra a rubrica My Blogger Sweethearts no Luxurious Skin usei esta base, fotografei à noite sob luz artificial e com a máquina em automático, e fiquei com ar de gente normal. Mais: neste dia tinha a testa cheia de micro-borbulhas vermelhas porque no dia anterior fiz reacção a umas amostras de produtos Omorovicza (o desgosto...) e elas nem se vêem!

Conclusão desta história: usei a amostra até ao fim e comprei a base, pois claro! Foi amor à primeira vista e tenho a dizer que continuo tão satisfeita como no primeiro dia. Com a minha pele oleosa, parece mentira encontrar uma base que após dez horas e algumas aplicações de pó e/ou papelinhos matificantes continua a parecer pele!


Em jeito de bónus: como me enviaram o eyeliner numa embalagem separada, vieram também amostras do iluminador líquido da marca, o Seas of Illumination Highlighting Liquid. Aqui em baixo podem ver os três tons, mais uma vez espalhados de modo generoso para se ver bem o brilho. De cima para baixo, são o Sea of Tranquility (pérola rosado), o Sea of Showers (champanhe dourado) e o Sea of Clouds (pérola prateado).


Têm imenso pigmento e basta um pouco para iluminar a pele. Parecem-me muito semelhantes ao Shimmering Skin Perfector da Becca, do qual tenho o tom Topaz. Não estou especialmente compradora de iluminadores agora, mas pareceram-me um produto bastante versátil. De qualquer modo e tendo em conta os preços, eu diria que dos três produtos aqui mencionados a base é definitivamente aquele que ponderaria recomprar.

A Rouge Bunny Rouge encontra-se à venda na loja online da marca, que envia por DHL a partir da Alemanha e oferece portes grátis a partir dos € 75, e na BeautyBay.com que envia do Reino Unido e tem portes sempre grátis (mas as coisas demoram em média três semanas a chegar). Conforme aqui referi anteriormente, às vezes encontram-se alguns produtos mais baratos aqui (foi aliás na BeautyBay.com que comprei a base que na altura estava aproximadamente € 10 mais barata em "saldo", os outros produtos vieram todos da loja online da marca).

Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...