Março numa dúzia de imagens


Comprinhas simpáticas num dia de sol. Enganaram-nos, é o que é. Já andava eu de pernas ao léu e tive de ir buscar a parka ao armário... Valha-nos um batom bem fuchsia da Chanel para nos consolar nos dias cinzentos!


Um dos vernizes mais lindos que eu já vi: o Ray of Light da Deborah Lippmann, das manas Pretty Exquisite.


O 291 Orchid Pink da KIKO, que eu trouxe por andar à procura de um dupe do African Orchid da Tom Ford. Ora o African Orchid é mais fuchsia mas este não deixa de ser bem lindo. E não custa *cof cof* trinta euros...


Colar Be Mine


Botins "Western Buckle" @ only2me.com Made in Portugal


Muitos vernizes KIKO. Muitos mesmo.


A loja da Michael Kors, que é assim um bocadinho como o céu mas infelizmente com etiquetas de preço.


Preparação.


Um sítio onde acontecem coisas bonitas. Na maior parte das vezes, vá.


A máscara Maybelline Big Eyes foi uma compra por impulso que está a ser uma autêntica revelação. Aliás como a base em stick que mostrei lá em cima.


KIKO Verniz Cupcake número 651 Strawberry. Amêndoas de Páscoa!


O Ray of Light nas unhas, e desgraçadamente encontrei estes brincos e mais o colar igual na Parfois e já não saí da loja sem eles. Eu bem digo que tenho um sexto sentido para gastar dinheiro.

Furla LILLI

LILLI Tote Atlantic

LILLI Tote Flame

LILLI Tote Sun

Adorei estas novas carteiras da Furla, práticas e descomplicadas para os dias de Verão. As LILLI são feitas em tecido encerado com alças de cabedal e vêm em três cores / desenhos. Tenho um fraco pela libelinha...

Yves Saint Laurent [o filme]


desaparecidos em combate #12: erborian yuza sorbet body dream


Ora aqui temos mais um creme na categoria "desconfio que isto foi descontinuado", mas como há já uns bons meses que não presto atenção aos expositores da Erborian, não posso assegurar. O Yuza Sorbet Body Dream vem num boião de 100ml que custaria à volta de € 20 quando o comprei, e na altura trazia de oferta uma daquelas mini-velas que derretem e (depois de razoavelmente arrefecido) dão um óleo hidratante de massagem.

O que diz a marca?  "Creme reafirmante anti-celulite. 2-em-1: a alta concentração de cafeína, reforçada pelo chá verde asiático, activa a dissolução das células de gordura com o seu efeito de "lipólise" e reduz a "casca de laranja". As ceramidas do yuzu* ajudar a refinar a pele. A celulite é derretida e dissolvida, a pele fica mais firme, mais jovem, forte e radiante." 

* O yuzu (citrus ichangensis), que surge em destaque em vários produtos da Erborian, é uma espécie de tangerina asiática.

Como hidratante é muito agradável, fácil de espalhar, com um ligeiro aroma cítrico e fresco. Apesar de se apresentar num boião é quase líquido, e na loja online francesa da Erborian a versão mais recente passou a chamar-se Body Milk e já não vem em boião, mas sim em bisnaga de 150ml. Passo perfeitamente lógico, porque foram várias as ocasiões em que estive quase a entornar isto tudo pelo chão!

Eu sou um bocado inepta a avaliar produtos de corpo, porque verdade verdadinha, conto pelos dedos aqueles em que vi algum resultado. E este não entra nessa conta. Aliás confesso que me tinha esquecido que isto era suposto ser um creme reafirmante e só reparei quase a meio do boião. Quanto às deslumbrantes propriedades anti-celulíticas, nada visto, e com apenas 100ml de produto desde logo seria difícil (mas parece-me que os 150ml da embalagem nova não são grande avanço). Conclusão: mal não fez, mas para além de hidratar também não fez mais nada. 

o Blogger anda a arruinar-vos as fotos? eis a solução!

Primeiro foi a minha entrada sobre o American Horror Story: Coven que ficou com as cores estranhamente distorcidas em várias fotos, em especial com os (muitos) tons de negro a surgirem clareados e esquisitos. Passados uns dias foi uma entrada sobre um batom fuchsia da Chanel que teimava em aparecer com a cor também alterada. Ora, se a pessoa tem um estaminé dedicado à beleza, moda e maquilhagem, a cor não é coisa para brincar. 

Lancei-me pois em investigações pelos meandros da world wide web e descobri que o culpado de todos os nossos males é o Google Plus. Com efeito, o Google Plus (que agrega todas as nossas ferramentas Google desde as fotos aos blogs passando pelo email) tem uma ferramenta que "realça" automaticamente todas as fotos adicionadas, o problema é que o "realce" muitas vezes é uma bela porcaria que deixa as imagens em muito pior estado. O que fazer? Em primeiro lugar dirijam-se a plus.google.com/settings e desçam até à área de opções "Photos and Videos" onde poderão desligar a opção Auto Enhance:


Isto assegura que todas as fotos que adicionem daqui em diante não mais serão "realçadas" pelo malvado Google Plus. Em segundo lugar há que corrigir as desgraças do passado, e tirar o "realce" às fotos que foram assassinadas por esta ferramenta inconveniente. Como?  Vão a picasaweb.google.com, onde podem encontrar todas as fotos que algumas vez carregaram para o blog. Não sabiam que isto existia? Pois é. Podem aproveitar para limpar fotos repetidas ou eliminadas (cuidado que se eliminam a foto errada aqui, ela desaparece do blog). Por outro lado e se alguma vez tiverem um desastre no vosso blog, as fotos não são eliminadas automaticamente, ficam aqui.

Cada foto pode ser visualizada individualmente e é aqui que vamos fazer magia. Passem o cursor pelo canto superior direito da foto e surge o menu "enhanced":


Agora simplesmente clicam em "off" e a foto vai reverter, concluindo com a mensagem "photo reverted to original". Ta-da!

white


Adoro branco no tempo quente, embora seja uma cor chata para usar em cidade. Zoe Saldana com um vestido Alexander McQueen e uma carteira Nina Ricci, na capa da revista digital The Edit da Net-a-Porter.

olh'ó verniz fresquinho!


Notícia para lá de fantástica para as aficionadas da manicure: a afamada marca Formula X, até agora um exclusivo da Sephora nos EUA com cores e texturas inovadoras e preços bastante simpáticos (na ordem dos $10 a $12), vai ser lançada na Europa e estará nas Sephoras desse Portugal fora até ao Verão. Enquanto não chegam, vou espreitando a categoria da marca no Temptalia e rezando para que coloquem à venda uma variedade razoável de cores.

wear to work

É curiosa a vida: ainda ontem comentava na Coisas e Cenas que a Mango é muito incerta ultimamente, e hoje recebo o lookbook Wear to Work que está muito bem apessoado e inclui duas peças que terei de investigar ao vivo na loja.

Colete Maxilapelas € 49,99 @ Mango
É possível que o colete me fique horroroso vestido, mas para isso mesmo é que se experimenta, certo? Fiquei também bastante interessada no vestido da esquerda, adoro o jogo de cortes, mas os cortes direitos ou me ficam muito bem ou muito mal...

À esquerda: Vestido Bicolor Malha Roma, € 39,99 @ Mango

desaparecidos em combate #11: pai geranium & thistle combination skin cream


Basta navegar pela categoria Pai Skincare aqui no estaminé para comprovar que há aqui amor, muito amor. Hoje chegou ao fim o hidratante que tenho estado a usar da marca, o Geranium & Thistle Combination Skin Cream. Pelas minhas contas a embalagem de 30ml durou cerca de quatro meses, com uso duas vezes ao dia. A única coisa a apontar é que nas três últimas semanas necessitei de desenroscar a pump que deixou de funcionar, e retirar as últimas doses de produto com a ajuda de uma espátula comprida.

Tenho gostado imenso de usar toda a linha da Pai Skincare e pretendo continuar, com participações especiais de outros produtos conforme as necessidades sazonais da minha pele. Assim, ainda em Janeiro aproveitei o simpático vale de desconto de € 12 que a loja online da marca me enviou pelo aniversário, para comprar a próxima embalagem, já reformulada, que me ficou por € 26,50 em vez de € 38,50. Actualmente passou a chamar-se Geranium & Thistle Rebalancing Day Cream.

Como já tinha acontecido com o creme de olhos, também os hidratantes da Pai Skincare cresceram, passando a ser apresentados numa embalagem de 50ml. A marca avançou para as novas embalagens após ouvir o feedback das clientes, que manifestaram o desejo de ver o seu hidratante durar mais e se queixaram das dificuldades em chegar aos últimos resquícios de produto. As novas embalagens são 100% recicláveis, conservam o produto em vácuo, permitem chegar à última gota (pretensão que apenas conseguirei comprovar daqui a uns seis meses...) e o hidratante ainda ficou 20% mais barato por ml (a versão de 30ml custava cerca de € 30; este que agora gastei era parte de um starter kit em que o cleanser de 200ml, o hidratante, o tónico e ainda um creme de olhos full size grátis ficaram em € 102,50).

uma original forma de salvar unhas partidas

Aqui há uns tempos partilhei convosco a minha experiência de manicure na Beauty Boutique da L'Oréal Paris. Não fiquei particularmente impressionada com o serviço e disse na altura que o facto de me terem feito uma autêntica "raspagem" da superfície da unha poderia levar ao enfraquecimento da mesma. Ora, passado cerca de um mês, e pese embora a fraca qualidade da foto (o meu iPhone dá-se muito mal com a luz do candeeiro do meu quarto), é perfeitamente visível que o produto que me aplicaram na altura me deixou as unhas de uma cor semi-amarelada completamente diferente da sua cor natural, que se pode ver na parte junto à cutícula que entretanto cresceu.

Acresce que, conforme podem ver, a unha do dedo médio tem uma pequena fractura, e aquela espécie de autocolante na unha do dedo anelar é mesmo um "remendo" para proteger a unha que partiu em quase um terço da largura, felizmente já na parte de fora do leito ungueal. A isto temos ainda de acrescentar a unha do polegar esquerdo, que está literalmente a descascar. Bonito serviço.


Parti a unha do anelar direito na terça-feira passada e como tinha acabado de colocar verniz no dia anterior, não tinha vontade nenhuma de cortar as unhas rentes e refazer a manicure. Recordei-me então de um método original para salvar a manicure sobre o qual tinha lido no portal xoVain. Com uma breve pesquisa voltei a encontrar o artigo Tea Bag Wraps: The Weirdest But Easiest Nail Repair Secret EVER, que faria o próprio MacGyver chorar lágrimas de orgulho. As instruções são perfeitamente simples e acessíveis pelo que apenas vos digo, vão ler. Como o nome indica, trata-se de usar pedacinhos daquela gaze de que se fazem as saquetas de chá, como "penso rápido" para a unha, usando verniz de base como cola. 

A minha primeira tentativa ficou um pouco irregular mas honestamente nem se notava muito. Qual não é o meu espanto quando a unha devidamente protegida desta forma aguentou de terça a domingo sem quebrar mais, e sem que o remendo descolasse mesmo com a usual exposição à água!

Ontem fiz a manicure da semana e consegui desta vez fazer um remendo mais completo e perfeitinho, que podem ver na foto supra. A única diferença em relação ao tutorial, é que eu nunca consigo alisar devidamente o remendo depois de o fazer; portanto, e porque um pouco de glitter ajuda sempre, pintei a unha com um verniz diferente, um glitter rugoso que disfarçou totalmente o remendo por baixo.


O verniz na unha do anelar, já adivinharam, é o Dangerous Chic by Patrick da Nails 4'Us. O resto da manicure é o Cherries in the Snow da Revlon.

desaparecidos em combate #10: emma hardie cleansing balm


A história é mais ou menos assim: há pouco mais de um ano tinha eu acabado de descobrir o blog da Caroline Hirons e estava a dar os meus primeiros passos no mundo dos bálsamos de limpeza. Ora a Caroline falava disto como se fosse a oitava maravilha, eu calhei de apanhar uma promoção fantástica de Black Friday no Beautybay.com, e toca a andar.


Eu comprei o kit Professional Cleansing System (nome completo, Emma Hardie Amazing Face Natural Lift And Sculpt Cleansing And Exfoliating System) que inclui uma embalagem de 100ml do bálsamo, uma toalhinha de limpeza e um potinho de 10g de exfoliante (adiante já explico como funciona). O bálsamo de limpeza tem uma cor amarelo claro e é bastante espesso, derretendo e transformando-se num óleo em contacto com o calor da pele. 

Diz a marca: um bálsamo de limpeza luxuoso infundido com extractos botânicos de sementes de moringa, funcho marinho e Vitamina E para equilibrar e purificar a pele, minimizando a aparência dos poros abertos. Uma mistura de revitalizantes extractos de laranja, neroli e tangerina combinados com os calmantes jasmim e rosa trabalha para revitalizar peles sem brilho, secas, desidratadas e maduras, deixando a pele limpa, macia e requintadamente perfumada, e removendo eficazmente todos os vestígios de maquilhagem.

Digo eu: isto é realmente uma spa experience em casa. O cheiro do bálsamo é maravilhoso, e a sua textura rica permite que o ritual de limpeza se transforme numa relaxante massagem. Retira toda a maquilhagem, mesmo a mais resistente, e em contacto com a água dissolve-se sendo facilmente retirado com a ajuda do paninho de limpeza. A pele fica suave e equilibrada.


Sobre o bálsamo de limpeza tenho apenas dois reparos a apontar. Em primeiro lugar, a embalagem é pouco prática. Para o fim precisei de aproveitar uma espátula de outro produto para chegar aos últimos resquícios, porque o boião é mais alto que largo. Por outro lado, a dada altura a parte exterior transparente da tampa rachou e partiu-se, ficando só a parte interior como podem ver pela fotografia que abre esta entrada. Finalmente, um problema que provavelmente não acontece em terras de Sua Majestade, de onde é oriunda a marca Emma Hardie: isto derrete no Verão. A sério. Não derrete tudo, mas começa a liquefazer-se dos lados até que passei a usar a espátula também para lhe dar umas mexidelas de vez em quando...


O paninho de limpeza é muito suave e macio, diferente dos paninhos da Pai Skincare por exemplo, que são ligeiramente mais ásperos. Gosto de ambos e é simpático ter diferentes variações para diferentes efeitos.


Finalmente o exfoliante, que é bastante original. Trata-se de um potinho com sementes de rosa canina em pó, que se misturam no bálsamo de limpeza quando pretendemos fazer exfoliação. Estava um pouco céptica sobre este produto, mas fiquei absolutamente rendida. É muito eficaz como exfoliante e basta uma pequeníssima dose do pozinho! Aliás e como ultimamente faço pouca exfoliação física para não irritar a pele, sobrou-me o potinho quase inteiro de pó que irei experimentar misturar noutros bálsamos de limpeza!

the oscars 2014: jennifer lawrence [tom ford 1 - 0 dior]


Gosto da cor. Não sou especialmente fã do modelo. Quando olho para um vestido e o meu primeiro pensamento é que faltava ali uma passagem do ferro de engomar (a sério, olhem para aquelas costuras do joelho para baixo), já sei que está tudo perdido. Já sabem que eu gosto da Jen desde a sua primeira aparição no filme Despojos de Inverno, mas esta parceria com a Dior tem rendido resultados algo estranhos ultimamente. Como é que isto funciona? Ela tem uma estilista pessoal a ajudá-la? Mandam-lhe umas fotos e ela escolhe? Porque meus amigos, não me venham dizer que isto é o melhor que a casa Dior tem para dar...



Depois e por muito que goste do cabelo da Jennifer actualmente, passei a noite a cismar que havia ali qualquer coisa de estranho na maquilhagem, até decidir que o eyeliner preto demasiado espesso estava a fazer-lhe os olhos pequenos...


Foi um verdadeiro alívio e felicidade ver a Jennifer na festa da Vanity Fair com este Tom Ford de cair para o lado, simplesmente extraordinário. Amo!


E quanto ao meu comentário sobre o eyeliner ali em cima: mudaram a maquilhagem da Jennifer para um esfumado muito suave. Vêem a diferença? Assim é que se aprende.

the oscars 2014: karen o [the moon song]


Adoro este vestido da Karen O! É tão elegante e cheio de charme clássico, além de assentar impecavelmente. Depois de alguma pesquisa lá consegui descobrir que é de uma designer novaiorquina chamada Camilla Staerk.

Agora peço-vos que se juntem a mim num momento de indignação por esta canção não ter ganho um Óscar:


Esta Moon Song, o Ordinary Love do U2, até o Happy do Pharrell Williams, todas elas boas canções mas em vez disso os membros da Academia resolveram pela enésima vez dar o prémio a uma baladazinha de um filme Disney... já não há paciência!

the oscars 2014 | vanity fair party: evan rachel wood


Convenhamos que algo de muito errado se passa com a cerimónia dos Óscares quando começam a aparecer vestidos mais bonitos nas costumeiras festas organizadas pela revista Vanity Fair e pelo cantor Elton John, que no tapete vermelho da cerimónia! Enquanto na entrada para o Dolby Theatre se sucediam vestidinhos em cores claras a fazer lembrar um catálogo de noivas, a lindíssima Evan Rachel Wood envergou este Elie Saab verde esmeralda na festa da Vanity Fair. Evan tem um charme que evoca muito a Hollywood clássica e este vestido encaixa perfeitamente na sua estética vintage. Irrepreensível, e talvez o meu vestido favorito da noite.



the oscars 2014: cate blanchett [desisti de encontrar elogios]


Apaixonei-me pelo Armani Privé de Cate Blanchett à primeira vista. Continuo a achá-la a mulher mais maravilhosa da noite. O Óscar já era dela...


the oscars 2014: lupita nyong'o [pronto, está bem]


Confesso que as primeiras imagens do vestido no Facebook não me convenceram nada. Depois ainda vi um bocado da cerimónia na TV e percebi o que se passava: o azul pastel do vestido Prada de Lupita Nyong'o ficava irremediavelmente deslavado em certas fotos, dependendo certamente da objectiva e também dos panos de fundo. A foto que mais justiça lhe faz é esta aqui de cima. Mas ainda assim não sei se não gostaria de ter visto a actriz com outra cor. Já devem ter percebido que eu não vou muito à bola com cores pastel.


Lupita Nyong'o conquistou os corações de toda a gente, claro. Primeiro ao dizer a um repórter que o azul do vestido lhe recordava o céu de Nairobi, depois com um discurso verdadeiramente inspirado cheio de graça e humildade.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...