"review": Superfacialist Vitamin C+ Overnight Repair Radiance Capsules


Desde que a Superfacialist by Una Brennan surgiu à venda na Kitchen Makeup que me tenho aventurado nos produtos da marca, guiada pelas opiniões de pessoas que percebem mais disto do que eu. A experiência tem sido positiva e estas Vitamin C+ Brigthen Overnight Repair Radiance Capsules então são um autêntico mimo!

Estas cápsulas são um "tratamento de choque" de vitamina C em doses individuais, destinadas a selar a frescura dos activos de tratamento. Basta torcer a cápsula, abrir, esvaziar e passar no rosto com suaves movimentos. Este sérum é laranja e tem um toque bastante sedoso e "siliconado"; explicou-me a Sara do Make Down que os silicones se destinam a estabilizar a vitamina C e não são mero enchimento.

As cápsulas podem usar-se como reforço de luminosidade ocasional, ou então fazer o tratamento completo de 28 cápsulas, uma por dia à noite. Eu escolhi esta opção para beneficiar do uso continuado do produto, e ao fim de semana e meia comecei a ver resultados: isto até minimizou a rosácea ocasional de que padeço! A pele fica com um ar muito bonito, luminosa e repousada, e a necessitar de pouquíssima maquilhagem.


Gostei tanto disto que era capaz de usar estas cápsulas o ano inteiro, porém gastar uma embalagem por mês não é propriamente barato! Assim voltarei a fazer um tratamento de 28 dias talvez no Outono, quando a pele estiver a necessitar de um reforço de luminosidade. O preço de uma embalagem de 28 cápsulas é € 32; eu comprei as minhas com desconto na Expocosmética. Aproveito para dar conta que na próxima sexta-feira dia 27, a partir das 17:00, a Kitchen Makeup está com 20% de desconto, o que é de aproveitar!

summer desire

Pessoas maravilhosas e interessantes que me aturam seguem esta crónica de cores e desabafos: sim, andei a fazer gazeta, primeiro voluntariamente numa semaninha de férias pelos feriados e depois involuntariamente graças a uma semana de intenso trabalho. São assim as coisas. E depois acontecem outras coisas, nomeadamente nesse país tropical que é o Brasil, mas não vamos agora falar disso que isto é um sítio de alegria e descontracção. Pois, eu sei que se calhar dormiram pouco e mal, e que hoje é segunda-feira e está a chover, mas vamos pensar no Verão com muita força, vamos?

Guerlain Terracotta Le Parfum, € 59,30

A comemorar os 30 anos da linha de pós bronzeantes Terracotta, a Guerlain lançou um perfume chamado Terracotta Le Parfum que parece ser o Verão num frasquinho catita: tem notas de bergamota, tiaré, ylang ylang e baunilha, tudo coisas que eu gosto, sendo que várias opiniões abalizadas se têm pronunciado muito positivas (e gostar de perfumes à séria tem destas coisas, à medida que vais conhecendo as notas, consegues discernir se vais gostar de um perfume mesmo antes de o cheirar). 

O pequeno problema é que não encontro isto em lado nenhum por aqui! O expositor da linha de Verão da Guerlain até tem um sítio específico para o perfume, mas nada de perfume e nem no El Corte Inglès aparece, o que me faz desconfiar que não vai aparecer por cá. OK malta, estava quase a publicar isto quando verifiquei que o perfume já aparece na loja online da Perfumes & Companhia! A esperança é a última a morrer!

Bronze Goddess The Nudes, € 50,40

Apesar do fraco investimento que a Estée Lauder (e a sua "filha" Clinique) faz em Portugal, foi uma agradável surpresa ver chegada aos expositores da marca a nova paleta de sombras sob a égide da linha de Verão Bronze Goddess: a paleta Bronze Goddess The Nudes é a entrada da Estée Lauder na loucura das paletas nude e tenho a dizer que é muito bem apessoada, sim senhor! Inclui cinco sombras nude em tons de castanho e ainda três sombras metálicas, todas com uma maravilhosa textura amanteigada e imensa pigmentação. Até me estremece o cartão multibanco e eu tremo de vergonha porque já tenho sombras nude para maquilhar um desfile de moda inteiro.

"rehab" para unhas [and I said yes, yes, yes]


Já aqui mencionei algumas vezes que nos últimos meses tenho sofrido com unhas enfraquecidas e lascadas. A viagem a Paris era, pois, a oportunidade ideal de pôr as mãos (e pôr nas mãos) o endurecedor de unhas da Herôme, elogiado pela Vic Ceridono e pela Sara do Make Down! Lá veio ele da Citypharma e, pequeno milagre, querem lá ver que isto veio à borla? A menina da caixa esqueceu-se de registá-lo!

A Herôme é uma marca holandesa de cuidados para unhas e tem disponível uma loja online,  que envia para cá embora os portes sejam caritos, cerca de € 6,00. O Nail Hardener Extra Strong custa € 12,70 e é um "tratamento de choque" que deve ser utilizado por duas semanas, um máximo de duas vezes por ano. Estes limites não devem ser excedidos pois este produto contém formol, que pode ser perigoso em doses excessivas. Utiliza-se do seguinte modo: no dia 1 aplica-se uma camada; no dia 2 aplica-se uma segunda camada; no dia 3 retira-se com removedor e aplica-se novamente uma camada; no dia 4 aplica-se outra camada, e assim sucessivamente.

Gosto muito de usar verniz portanto precisei de alguma coragem para andar duas semanas com as unhas nuas. No entanto o produto dá um brilho natural muito bonito, como se fosse verniz transparente, e seca bastante depressa. O único defeito que tenho a apontar é o cheiro, que se nota um bocado se tiverem o frasco mesmo por baixo do vosso nariz...

Ao fim de duas semanas, sinto as unhas mais sólidas, vamos lá a ver o que quero dizer com isto: as minhas unhas estavam lascadas e/ou "pré-lascadas" que é aquele estado em que a ponta da unha parece estar separada em "camadas" e portanto lasca mais facilmente, e por muito cuidado que se tenha esta "separação" vai alastrando à medida que a unha cresce e portanto a ponta está sempre frágil. O que eu notei com o Nail Hardener Extra Strong foi o desaparecimento gradual deste estado, com o consequente reforço da resistência das unhas. Faço uma avaliação muito positiva deste produto e tenciono continuar a utilizá-lo como "cura" a cada seis meses, na medida do necessário.

Ingredientes: Butylacetate, Ethylacetate, Nitrocellulose, Acetyl Tributyl Citrate, Isopropyl Alcohol, Aqua, Isobutyl Acetate, Phthalic Anhydride/Trimellitic Anhydride/Glycols Copolymer, Formaldehyde, Styrene/Acrylates Copolymer, Stearalkonium Hectorite, Methanol, Benzophenone-1, Titaniumdioxide, Citral, Citric Acid, Acetyl Methionine, N-Acetyl-L-Cysteine

Como convidado especial temos ainda o mini verniz Peggy Sage Quick Dry na cor #5204 Pauline, um bonito azul céu que foi eleito para a manicure inaugural pós-tratamento. O preço da loja online são € 3,90, mas na Expocosmética comprei-o por € 2,40. É um verniz que se aplica facilmente, fica opaco em duas camadas, e seca depressa. Nesta foto tem três dias certinhos de uso, sem lascar nem desgastar nas pontas (tem uma camada de Essie Good to Go como top coat).

Aproveito para partilhar uma dica quanto à manutenção da manicure. Já me perguntaram no Facebook o que faço eu às cutículas, sendo que a resposta é: nada, ou quase nada. Tenho a felicidade de ter mãos e unhas bonitas e sempre cuidei de as manter, e como raras vezes faço manicure fora, nunca cortei as cutículas nem nada do género (às vezes corto "sabugos" mas isso é diferente), e raras vezes sequer me dou ao trabalho de as empurrar (nunca cortar ou deixar que cortem as cutículas foi mais um sábio conselho da minha Mãe). Não sei se isto tem alguma influência, mas é o que é. 

No entanto, nunca deixo de hidratar, hidratar, hidratar, e para além do creme de mãos, tenho sempre comigo uma daquelas canetinhas de óleo para cutículas que várias marcas vendem. Já usei as da Sephora, mas da última vez comprei uma Mavapen da Mavala e gosto muito mais desta que das canetas da Sephora, pois distribui melhor o óleo sem deixar as mãos gordurosas. Aplica-se em qualquer lado, até a meio de uma reunião, e dá imediatamente outro aspecto às unhas!

"review": pai skincare fragonia & sea buckthorn hand cream


No dia em que comprei a Kukui Instant Brightening Collection de que já vos falei, acompanhada de um Glamolash da Rodial para oferecer à minha Mãe, o Dennis e o Patrick da Skinlife simpaticamente ofereceram-me o creme de mãos da marca Pai Skincare, intitulado Fragonia & Sea Buckthorn Instant Hand Therapy Cream. Ora eu já sei que a Pai Skincare é uma marca premiada, mas ainda assim o exagero de pequenos autocolantes na embalagem prometia coisas boas.

Com efeito, quis o destino que o meu creme de mãos da altura estivesse quase no fim, pelo que poucas semanas depois pus logo este menino a serviço e com muita pena minha terminei-o há coisa de duas semanas. Eu "semeio" cremes de mãos por todo o lado, secretária, carteira e mesa de cabeceira, e o Fragonia & Sea Buckthorn foi fazer serviço exactamente para a mesa de cabeceira pois nunca me deito sem umas generosas massagens de cremes de mãos e pés e mais uma boa aplicação de bálsamo nos lábios.


Sempre achei que não era muito esquisita com cremes de mãos. Entre os meus favoritos contam-se o creme de mãos com 20% de manteiga de karité da L'Occitane (que sem eu dar por ela fechou as lojas quase todas em Portugal...) e a Ultimate Strenght Hand Salve da Kiehl's. Inicialmente achei graça a este creme da Pai Skincare mas releguei-o logo para a mesinha de cabeceira porque a embalagem de bomba de vácuo (comum a muitos produtos da marca) o tornava algo grande para trazer na carteira. Mas depois comecei a usá-lo...

...e foi amor à primeira aplicação.

Desde logo, o creme tem um cheirinho floral magnífico. Isto não é comum nos produtos da Pai Skincare e creio que se deve a um dos ingredientes essenciais do creme, o óleo de fragonia, que tem propriedades anti-inflamatórias e analgésicas. Juntam-se-lhe o extracto de espinheiro-marítimo (rico em antioxidantes, pro-vitamina A e omega 7) e o óleo de rosa-canina ou rosa-mosqueta. O resultado é um creme muito untuoso e hidratante que é muito bem absorvido pela pele, e deixa imediatamente uma sensação de conforto e suavidade. 

Cada aplicação era um pequeno momento de prazer, e foi com pena que de vez em quando o ia colocando contra a luz para ver quanto faltava para terminar! Apesar de ser um tamanho algo pequeno para creme de mãos (50ml por € 19), a verdade é que durou cerca de cinco meses com aplicações uma ou duas vezes por dia. A sua textura rica contribui para esta duração pois não é preciso usar muito para hidratar as mãos.

Confesso que quando terminei este creme e passei ao próximo creme de mãos agora em serviço na mesinha de cabeceira senti que estava a passar "de cavalo para burro", e por isso não desdenharia comprá-lo um dia destes. Ainda me vem à cabeça aquele aroma maravilhoso e a sensação de suavidade que ficava na pele...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...