golden globes 2015: este ano vai tudo ao molho que a colheita é fraquinha

Já pensavam que me tinha esquecido? A verdade é que este ano a colheita estilística dos Globos de Ouro foi, para a minha singela opinião, um aborrecimento. São gostos. Uma sucessão de coisas bonitinhas mas desinteressantes, pontuadas por alguns riscos que talvez não tenham corrido muito bem. Deixo já em jeito de teaser, que achei o tapete vermelho dos Screen Actor's Guild Awards infinitamente mais excitante, e esse dará azo a algumas entradas bem detalhadas ao longo desta semana. E agora, os modelitos que, passadas duas semanas, verdadeiramente me ficaram na retina:


O vestidinho Gucci amarelo de Naomi Watts foi uma lufada de ar fresco e luminosidade. A cor fica-lhe muito bem, o corte é impecável, e as jóias Bulgari dão-lhe o toque de estrela de Hollywood. 


E agora porque sim, uma foto de Naomi com o seu marido Liev Schreiber (honroso membro da minha lista «actores que eu adoro mas 90% das pessoas não sabem quem são»), num smoking Prada azul-marinho que vai lindamente com o vestido da mulher.


Em termos de coisinhas mais originais, o jumpsuit Lanvin da Emma Stone ganhou aos pontos. Ajuda ter um corte impecável, e ajuda ser a Emma Stone. Isto é daquelas coisas que o resto da humanidade tem de envergar com muito cuidado.


Também amei o smoky eye azulado, o batom rosa suave e o cabelo meio despenteado.


E não resisto a mostrar o pormenor do sapatinho clássico Louboutin.


Pode não ser a invenção da roda, mas gostei bastante deste vestido Versace envergado pela Jessica Chastain. A cor bronze fica muito bem com os tons de pele e de cabelo da actriz.


Com o cabelo meio preso em ondas a cair todas de um lado, Jessica tem qualquer coisa de Veronica Lake moderna. Este glamour à Hollywood clássica não é qualquer uma que consegue.


Sophie Hunter, actriz e encenadora de teatro, acompanhou o noivo Benedict Cumberbatch envergando um lindíssimo vestido Erdem impecavelmente cortado, com o devido espaço para bolsos (os vestidos com bolsos são uma das grandes invenções da história do Universo) e para o Cumberbaby que o feliz casal espera. 


Finalmente, o vestidinho Dior da Felicity Jones. Cor lindíssima, corte impecável, e a prova provada que não são precisas jóias ofuscantes ou decotes vertiginosos para brilhar no tapete vermelho. A Dior teve umas aparições duvidosas no ano passado, mas isto é um belíssimo começo para a awards season.

3 comentários :

  1. Só não apreciei a melena da Chastain, há não aguento aquela coisa só para uma lado. De resto, aplaudo as tuas escolhas, as usual.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...