um contributo para a sociologia da mala de mão

Há quem divida as carteiras de senhora em categorias como clutch, shopper, messenger, mala de mão, mala a tiracolo, bucket bag, mochila, etc. São pessoas que não sabem o que dizem. A verdadeira nomenclatura das carteiras, vou eu agora partilhá-la convosco.


Começamos pela Sport Billy: quem foi criança nos anos 80 ou ouviu a rubrica Caderneta de Cromos do Nuno Markl lembrar-se-á que o Sport Billy era um desenho animado destinado a promover a prática do exercício físico e desportos variados, sob os princípios da amizade e desportivismo. O protagonista Sport Billy tinha um saco de ginástica mágico onde cabia tudo, mas mesmo tudo. Entravam e saíam do saco do Sport Billy ténis, raquetes, bolas, tacos de hóquei, patins, etc. Claro que só um homem poderia considerar que um tal objecto tem poderes mágicos; uma mulher chama a isto uma "carteira para o dia a dia" e em vez de equipamento desportivo a sua Sport Billy debita óculos de sol, telemóveis, agendas, iogurtes, livros, fruta, lenços de papel, bolsas de maquilhagem, tablets e outros itens inomináveis.


A Game Boy é o absoluto inverso da Sport Billy. Descendente das carteiras usadas no tempo em que só precisávamos de chaves, porta-moedas, pó de arroz e batom, destoa num mundo em que andamos com a casa às costas. É pequena, manejável e evita o risco de escoliose associado à Sport Billy. O problema é que encaixar coisas lá dentro é como jogar Tetris.


Às vezes estas duas espécies associam-se no fenómeno chamado Pacman: a Sport Billy tem uma Game Boy lá dentro, que sai à hora do almoço ou à noite enquanto a Sport Billy fica a descansar.


A Continente (que pode considerar-se uma subespécie da Sport Billy), que os eruditos designam por shopping bag, é uma carteira de linhas simples, modelo rectangular, alças finas de levar no ombro, frequentemente aberta embora também existam modelos fechados. A grande hecatombe dos sacos de plástico a dez cêntimos ocorrida no início deste ano veio revelar de uma vez por todas a semelhança deste modelo com os sacos reutilizáveis vendidos nas grandes superfícies. Não deixa de ser minimalista e chic, mas requer atenção na rua e nos transportes públicos porque é muito fácil meter a mão lá dentro.


A Disco Ball é, bem, muito vistosa. Muito, mesmo. Aconselhamos a não olhar fixamente para ela, pois pode provocar problemas de vista ou até descolamento da retina. Eu própria receei pela minha saúde quando introduzi o termo de pesquisa "sequined handbag" no Google Imagens. A Disco Ball encontra-se em todas as marcas e gamas de preços, mas o seu habitat mais comum são os estabecimentos de comércio chinês.


A Sambódromo caracteriza-se por uma profusão de cores, lantejoulas, cabedais, tecidos variados e penas, às vezes tudo junto na mesma carteira. Pretende ser "étnica" e "exótica" mas tem tanto de genuíno como os fatos que desfilam na Marquês de Sapucaí. Bem feita, alegra o olhar e pode fazer um look; mal feita, lembra os destroços de um atentado bombista numa retrosaria. 


Terminamos com a clássica Sra. Ministra. As discretas carteiras de Margaret Thatcher ganharam no meio político inglês uma tal dimensão lendária, que originaram a expressão "handbagging" para descrever o acto de tratar os outros de modo frio e implacável - nascida do modo assertivo e quase intimidante como a Primeira-Ministra pousava a carteira em cima da mesa. A Sra. Ministra é a carteira de eleição das nossas avós e tem voltado a adornar muitos braços graças ao ressurgimento da estética vintage. Nunca subestimem uma mulher com uma Sra. Ministra ao braço.

11 comentários :

  1. A-D-O-R-E-I!!!! Muito bem observado !!!! :-))))))

    ResponderEliminar
  2. Opá este post está espectacular. O que já me ri. O mais original que li nos últimos tempos, disso ninguém duvida =)
    Bom fim de semana*

    ResponderEliminar
  3. É caso para aplaudir de pé e pedir bis :) Gostei!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Respostas
    1. Awww obrigada por partilhares <3

      Eliminar
    2. Isto devia ser publicado numa revista como deve ser - nenhuma de moda portuguesa, claro. Brilhante.

      Eliminar
  5. A principio achei que ia aprender qualquer coisa, depois apercebi-me que era para rir e foi ainda melhor!!! Obrigada por este post, esta demais! beijinhos

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...