até que funciona


Conforme já vos tinha dado conta há uns meses, (re)comecei a praticar actividade física na cadeia Fitness Hut e tenho conseguido manter uma frequência de entre duas a três vezes por semana. Como me conheço muito bem, comecei de mansinho só com duas aulas semanais para não me cansar demasiado nem desanimar e depois fui aumentando a actividade à medida que sentia a resistência aumentar. No Sábado passado consegui fazer duas horas seguidas, RPM e depois body pump, e isto há três meses seria manifestamente impossível!

Continuo a detestar step e coisas que metam danças, e nem sequer me aproximei das aulas de Zumba. Já percebi que gosto de exercício funcional sem passinhos, piruetas ou gritinhos, por isso mantenho-me nas modalidades que gosto. Contra todas as expectativas, gostei muito do treino com PT (o ginásio oferece uma aula para experimentar, com a inscrição), que pratico uma vez por semana. Por este andar já fiz mais aulas em três meses de Fitness Hut que num ano de Holmes Place. 

Não sei explicar se a diferença está no ambiente dos ginásios, se está em mim, mas a verdade é que no Holmes quase que ia por obrigação até que deixei de ir de todo, e ao Fitness vou com gosto e cada vez mais frequentemente. Acho que só não vou mais vezes por causa dos chuveiros, que têm um temporizador que torna muito, muito chato lavar o cabelo (temos de carregar no botão da água de vinte em vinte segundos). Isso impede-me de ir às aulas de manhã, prefiro ir à noite e tomar o duche em casa (ou no fim de semana, treinar no Fitness mais perto de casa e fazer o mesmo).

O meu objectivo nunca foi perder peso, mas recuperar forma física; eu passo o dia sentada num escritório e a dada altura ficava ofegante só de subir a Avenida da Liberdade a pé... De qualquer maneira, em resultado do treino perdi cerca de 1Kg e estou a trocar massa gorda por massa muscular (pelo menos é o que diz aquela balança XPTO que usam para nos pesar nos ginásios). Noto que me canso menos e tenho maior resistência, quer nos exercícios, quer no dia a dia.

Entretanto cheguei à conclusão que onde vale mesmo a pena investir é em calçado de treino. Umas T-shirts leves e umas leggings despacham a coisa, mas se os ténis não forem bons o treino todo sofre! Até agora os meus Nike Free têm sido o calçado de eleição para as aulas que requerem mais movimento e flexibilidade, revelaram-se muito confortáveis e são um modelo que recomendo em definitivo. 


Com tantas notícias sobre a abertura da nova loja da Adidas no Colombo (que esteve com uma promoção de abertura de 25% desconto em tudo), não resisti a dar lá um saltinho e saí de lá com a carteira mais leve, uma vez que me apaixonei por um modelo novo que não era exactamente barato. São os Climachill Gazelle Boost e custam € 120, em promoção ficaram-me por € 90. É um modelo um bocado estranho porque o sapato não tem pala e é feito numa peça única, como uma meia, todo em tecido leve e com uns orifícios de ventilação na sola. A ideia disto tudo é manter o pé "ventilado" e só vos digo, são brutalmente confortáveis. Sim, e também são lindos.

8 comentários :

  1. Também comecei num Fitness Hut há 2 semanas (depois de 4 anos longe de um ginásio e só a correr na rua) e estou a adorar. Gosto de não ter que estar lá para reservar a aula que quero fazer, de haver aulas de 30 minutos e também aquelas pequenas de 10 que podemos fazer se na altura nos apetecer/der/whatever:). Confesso que esperava menos, pelo preço, e é a prova que nem tudo o que é barato é necessariamente mau.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade! A diferença são mesmo só as piscinas, jacuzzi, banho turco e o canto dos lanches, ora para metade da mensalidade... também gosto muito do sistema das marcações online, se bem que às vezes a app não funciona.

      Eu andei nos Holmes da 5 Outubro e Av. Liberdade que são ambos, basicamente, caves, e acho os dois Fitness onde costumo treinar (Picoas e Olivais) mais simpáticos e amplos. Olivais, então, tem imensa luz natural, é uma maravilha!

      Eliminar
  2. Absolutamente: bons ténis, com uma boa absorção de impacto (sobretudo no meu caso, que gosto de modalidades de impacto) são essenciais. Tenho uns dez pares (sempre fui uma exagerada em tudo), todos eles janotas e bons mesmo se os quiser usar em férias de cidade, para grandes caminhadas. Já agora, se insistires no RPM, hás-de tentar as sapatilhas de encaixe. Fazem toda a diferença! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hei-de ver o que é isso das sapatilhas de encaixe! Pelo meu lado já concluí uma e outra vez que o meu corpo não aguenta modalidades de impacto (ainda ontem fui, em último recurso, a uma aula de step porque o PT me pediu para trocar horário, e foi uma tortura) mas o "pisar" destes ténis e o conforto que a ventilação dá ao pé, fazem certamente a diferença.

      Eliminar
    2. Sempre detestei step, mas o combat e o attack eram os meninos dos meus olhos. <3

      Eliminar
  3. eu andei no fitness hut e desisti por causa das aulas estao sempre cheias e ter que marcar as coisas na net , deixa-me louca. Prefiro pagar mais mas tenho sempre lugar no Club VII

    ResponderEliminar
  4. Sugiro imenso os da Asics, até porque fazem uma avaliação da nossa passada e de como tendemos a pôr o pé e nos sugerem o mais adequado. Tenho os meus há mais de 2 anos com uma média de ir ao ginásio 2 vezes por semana e continuam óptimos!

    Alice

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...